Repositório Digital

A- A A+

Obstáculos à compreensão do pensamento evolutivo : análise em livros didáticos de Biologia do ensino médio

.

Obstáculos à compreensão do pensamento evolutivo : análise em livros didáticos de Biologia do ensino médio

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Obstáculos à compreensão do pensamento evolutivo : análise em livros didáticos de Biologia do ensino médio
Autor Araujo, Leonardo Augusto Luvison
Orientador Rosa, Russel Teresinha Dutra da
Data 2012
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Curso de Ciências Biológicas: Licenciatura.
Assunto Ensino médio
Evolucao biologica
Livros didaticos
Resumo A evolução biológica possui uma singular importância para o distanciamento de uma abordagem desatualizada e mecanicista dos conhecimentos em Biologia. Apesar de sua importância, estudos têm demonstrado que uma grande proporção de estudantes em diversos níveis de ensino possuem ideias acerca da evolução biológica diferentes daquelas estabelecidas pela Ciência, geralmente marcadas pela atribuição de finalidade e progresso ao processo evolutivo. Muitos desses estudos empregam como referencial teórico a noção de obstáculos à compreensão do pensamento evolutivo, como causa de estagnação e inércia na aprendizagem dos conceitos evolutivos. Considerando que o livro didático possui um papel centralizador na realidade educacional Brasileira, acreditamos que as pesquisas em ensino de evolução devem ser consideradas na elaboração desses materiais didáticos. Sendo assim, esse trabalho tem como objetivo analisar livros didáticos de Biologia para o ensino médio no Brasil, sob a perspectiva dos obstáculos epistemológicos e ontogênicos ao desenvolvimento do pensamento evolutivo. Parte-se de uma análise documental dos livros didáticos de Biologia integrantes do Programa Nacional do Livro Didático para o Ensino Médio, 2012. A abordagem realizada pelos livros em relação aos seguintes conceitos e processos evolutivos é analisada: seleção natural, variação genética e fenotípica, adaptação, espécie, especiação, filogenia, migração e deriva genética. Apesar das pesquisas em ensino de Ciência sugerirem que a aprendizagem desses conceitos podem ser influenciadas por concepções alternativas dos alunos, os livros didáticos de modo geral não dão importância a esses aspectos no ensino de evolução. As principais tendências cognitivas que podem influenciar na aprendizagem de evolução, como o pensamento essencialista, a teleologia e a intencionalidade além de não serem consideradas pelos livros, por vezes são reforçadas por esses materiais didáticos. Como alternativa para uma abordagem contextual do ensino de evolução, discutimos algumas componentes históricas e filosóficas da evolução biológica que possam promover uma formação que considere as concepções alternativas do aluno e supere a demarcação entre o ensino dos conteúdos científicos e o de seus contextos de produção.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/72344
Arquivos Descrição Formato
000873166.pdf (5.550Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.