Repositório Digital

A- A A+

Reófitas no vale do rio Pelotas, sul do Brasil

.

Reófitas no vale do rio Pelotas, sul do Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Reófitas no vale do rio Pelotas, sul do Brasil
Autor Bernardes, Marcelo Godoy
Orientador Brack, Paulo
Data 2012
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Curso de Ciências Biológicas: Bacharelado.
Assunto Reófitas
[en] Hydrophytes of rivers
[en] Rheophytes
[en] Riparian vegetation
[en] River plants
[en] Threatened flora
Resumo Reófitas são plantas que ocorrem exclusivamente ou preferencialmente na zona ripária de cursos d’água. O presente estudo realiza uma abordagem inicial sobre o tema, buscando identificar ambientes, comunidades e espécies de reófitas que ocorrem junto a diferentes ambientes nas margens do rio Pelotas e um dos seus tributários, entre os estados de Rio Grande do Sul e Santa Catarina, Brasil. Pretendeu-se, assim, contribuir para um maior conhecimento desses habitats particulares e de suas espécies vegetais que têm sua conservação ameaçada atualmente devido a empreendimentos hidrelétricos na região. Para a realização do estudo, foram realizadas quatro viagens, nas estações da primavera, verão e outono. As amostragens se concentraram em trechos do Rio Pelotas (Bom Jesus, RS) e do rio Lava Tudo (São Joaquim, SC). No estudo florístico, utilizouse o método de caminhamento, listando-se as espécies encontradas, o que foi acompanhado de coleta e registros fotográficos. Os tipos de vegetação da zona ripária foram diferenciados em: vegetação herbácea, ou herbáceo-arbustiva; vegetação arbustivo-arbórea e vegetação arbórea. As amostragens foram realizadas nas duas primeiras formas vegetacionais, onde se concentra a maior presença de espécies preferenciais e exclusivas. No estudo florístico foram encontradas 47 espécies, num total de 31 famílias. A família com maior riqueza foi Myrtaceae, com seis espécies, seguida de Fabaceae, com quatro espécies, e Cyperaceae e Euphorbiaceae, com três, cada uma delas. No que se refere às formas biológicas, predominaram plantas herbáceoarbustivas. Verificou-se que gêneros como Cuphea, Phyllanthus, Pouteria, Zephyranthes possuem pelo menos uma espécie exclusiva a estes ambientes ripários, sugerindo-se pelo menos um endemismo regional para Cuphea aff. ericoides. Verifica-se a necessidade de maiores estudos sobre as reófitas, que envolvam metodologias amostrais em fitossociologia bem como a biologia dessas plantas, tendo em conta a tendência atual dos rios serem totalmente alterados (transformação de ecossistemas lóticos em lênticos) por empreendimentos hidrelétricos. Tais estudos são fundamentais e urgentes, pois estas alterações estão proporcionando condições profundamente distintas daquelas anteriores, podendo trazer desaparecimento local ou mesmo extinção de espécies de reófitas, entre outros organismos negligenciados quando da decisão próempreendimentos hidrelétricos.
Abstract Rheophytes are plants that occur exclusively or preferentially in the riparian zone of watercourses. This study conduct an initial approach on the subject, trying to identify environments, communities and species of rheophytes that occur along different environments on the river Pelotas and one of its tributaries, between the states of Rio Grande do Sul and Santa Catarina, Brazil . Thus, it was intended contributing to a better understanding of these particular habitats and their plant species that have its conservation currently threatened due to hydroelectric projects in the region. For the study, there were made four trips, in the seasons of spring, summer and fall. The samplings were focused on stretches of the Pelotas River (Bom Jesus, RS) and Lava Tudo River (São Joaquim, SC). In floristic study, we used the method of walking, listing the species that was found and making photographic records and collecting some species. The types of vegetation in the riparian zone were distinguished in: herbaceous or shrubby herb, shrub and tree vegetation and woody vegetation. Samples were taken in the first two vegetation forms, which concentrates the greater presence of preferred and exclusive species. In the floristic study it was found 47 species with a total of 31 families. The richest family was Myrtaceae, with six species, followed by Fabaceae, with four species, and Cyperaceae and Euphorbiaceae, with three species each one. With regard to biological forms, predominated herbaceous plants and bushes. It was found that Cuphea, Phyllanthus, Pouteria and Zephyranthes genera has at least one exclusive species to these riparian environments, suggesting at least one regional endemism to Cuphea aff. ericoides. There is a need for further studies on Rheophytes, involving sampling methodologies in phytosociology, as well as the biology of these plants, given the current trend of change the rivers (with transformation of stream ecosystems in lentic ecosystems) by hydroelectric projects. Such studies are essential and urgent, because these changes are providing conditions profoundly different from those previous and could bring local disappearance or even extinction of Rheophytes species, among other organisms neglected when the decision pro-hydroelectric projects is taken.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/72346
Arquivos Descrição Formato
000873186.pdf (1.706Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.