Repositório Digital

A- A A+

Efeitos promovidos pelo etanol sobre parâmetros do comportamento de grupo em peixe-zebra adulto

.

Efeitos promovidos pelo etanol sobre parâmetros do comportamento de grupo em peixe-zebra adulto

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Efeitos promovidos pelo etanol sobre parâmetros do comportamento de grupo em peixe-zebra adulto
Autor Pinto, Charles Budaszewski
Orientador Oliveira, Diogo Losch de
Data 2012
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Curso de Ciências Biológicas: Bacharelado.
Assunto Comportamento social
Etanol
Peixe-zebra
Resumo A utilização do peixe-zebra como modelo em pesquisas farmacológicas e comportamentais vem crescendo consideravelmente. Isto se deve ao fato da espécie possuir muitas vantagens quando comparada a outros modelos vertebrados. O repertório comportamental descrito é relativamente complexo permitindo a análise de uma série de parâmetros tanto individuais quanto sociais. O comportamento social em peixe-zebra reflete uma interação complexa entre número de animais que se movem juntos de maneira coordenada em um determinado ambiente. O etanol está entre uma das substâncias psicoativas mais ingeridas, exercendo diversos efeitos no sistema nervoso central (SNC). Apesar do número crescente de trabalhos investigando os mecanismos moleculares envolvidos nos efeitos do álcool sobre o SNC, poucos trabalhos avaliam os efeitos da exposição ao etanol sobre o comportamento social do peixe-zebra. Portanto, o objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos promovidos pela exposição aguda ao etanol sobre parâmetros do comportamento de grupo em peixe-zebra adulto. Foram utilizados peixes-zebra adultos expostos a concentrações de 0,5% de etanol durante uma hora. As análises comportamentais foram realizadas em um tanque circular e os parâmetros avaliados foram freqüência das distâncias entre indivíduos, distância média entre indivíduos, área média e distância média dos animais em relação ao centro do aparato ao longo do tempo. Os animais tratados apresentaram maior porcentagem de freqüência em intervalos de maiores distâncias, bem como um aumento das distâncias médias entre indivíduos e quando comparados ao grupo controle. Além disso, os animais expostos ao etanol apresentaram uma maior área formada pelo grupo ao longo do tempo quando comparados ao grupo controle. Não houve alteração significativa nas distâncias em relação ao centro do aparato em ambos os grupos testados. Estes resultados nos indicam que as modificações comportamentais ocasionadas pelo etanol sobre o peixe-zebra levam a uma menor coesão do cardume.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/72354
Arquivos Descrição Formato
000876582.pdf (726.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.