Repositório Digital

A- A A+

Análise e separação de aminoácidos naturais e não-naturais por Cromatografia Líquida de Alta Eficiência (CLAE)

.

Análise e separação de aminoácidos naturais e não-naturais por Cromatografia Líquida de Alta Eficiência (CLAE)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Análise e separação de aminoácidos naturais e não-naturais por Cromatografia Líquida de Alta Eficiência (CLAE)
Autor Rodrigues, Carlos Eduardo
Orientador Kist, Tarso Benigno Ledur
Data 2012
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Curso de Ciências Biológicas: Bacharelado.
Assunto Aminoácidos
Cromatografia liquida de alta eficiencia
Resumo A separação dos aminoácidos mais comumente encontrados em proteínas (L-aspartato, Lglutamato, L-asparagina, L-serina, L-glutamina, L-histidina, glicina, L-treonina, L-arginina, Lalanina, L-tirosina, L-valina, L-cistina, L-metionina, L-isoleucina, L-triptofano, L-lisina, Lfenilalanina, L-leucina) e dos cinco mais citados na literatura científica (ácido -aminobutírico – GABA, homocisteína, taurina, nitro-L-arginina e beta-alanina), utilizando-se derivativação précoluna com ortoftaldialdeído/N-acetil-L-cisteína (OPA/NAC), foi avaliada neste estudo. A separação dos aminoácidos mais comuns foi satisfatória, com exceção do par glicina/treonina, enquanto que para os demais aminoácidos não foi eficaz. Cinco amostras de sucos concentrados comerciais (laranja, uva, abacaxi, pêssego e maçã) foram avaliadas para verificar a presença de aminoácidos livres como teste para a eficiência do método. Um bom sistema de bombas, assim como boas colunas e um detector mediano são suficientes para análises em CLAE, que, aliados a um sistema simples para aquisição de dados, utilizando softwares livres, surgem como alternativa para a modernização de equipamentos fora de uso e aos caros softwares e equipamentos modernos. A estabilidade de armazenamento dos aminoácidos por um período de nove anos em solução de água/metanol (80/20) foi positiva, visto que o processo de análise e derivatização não foi afetado significativamente. Como novidade, é relatada a formação de derivativo adicional para o aminoácido glutamato. A utilização de fases móveis compostas por baixa quantidade de solventes orgânicos empregando acetona como substituinte do tetraidrofurano (THF) representou uma ótima relação de custo/benefício e baixo índice de agressão ao meio ambiente.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/72360
Arquivos Descrição Formato
000872294.pdf (327.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.