Repositório Digital

A- A A+

Percepção de estudantes que visitam o Projeto TAMAR- ICMBio, nas bases de Florianópolis – SC e Ubatuba – SP, sobre biologia e conservação de tartarugas marinhas

.

Percepção de estudantes que visitam o Projeto TAMAR- ICMBio, nas bases de Florianópolis – SC e Ubatuba – SP, sobre biologia e conservação de tartarugas marinhas

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Percepção de estudantes que visitam o Projeto TAMAR- ICMBio, nas bases de Florianópolis – SC e Ubatuba – SP, sobre biologia e conservação de tartarugas marinhas
Autor Cardoso, Cibele da Costa
Orientador Martins, Márcio Borges
Co-orientador Trigo, Cariane Campos
Data 2012
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Curso de Especialização em Diversidade e Conservação da Fauna.
Assunto Conservação da fauna
Educação ambiental
Projeto Tamar
Resumo No Brasil ocorrem cinco espécies de tartarugas marinhas, todas incluídas nas listas brasileira e mundial de espécies ameaçadas de extinção. O Projeto TAMAR-ICMBio atua, desde 1980, monitorando áreas de desova e alimentação destas espécies no litoral e ilhas oceânicas do Brasil. O trabalho de conservação desenvolvido pelo TAMAR-ICMBio em suas bases inclui pesquisa, manejo e educação. As bases possuem um Centro de Visitantes que auxilia no trabalho de conscientização e educação ambiental de visitantes, comunidades e pescadores. A educação ambiental tem sido uma importante ferramenta no reconhecimento dos problemas ambientais existentes, auxiliando a ampliar a participação da população nas ações de conservação. O presente trabalho teve como objetivo analisar a percepção a respeito das tartarugas marinhas em estudantes de escolas que visitaram as bases do TAMAR-ICMBio, nas cidades de Florianópolis – SC e Ubatuba – SP. A metodologia utilizada foi a aplicação de questionários antes e após a visitação dos alunos nas duas bases do projeto. Os questionários continham perguntas abertas e fechadas e foram aplicados em alunos da 3ª e 4ª série do Ensino Fundamental de duas escolas públicas das cidades de Ubatuba e Florianópolis. Cento e vinte questionários foram respondidos, sendo 71 em Ubatuba e 49 em Florianópolis. Com a realização deste trabalho pode-se perceber que o Programa de educação ambiental nos centros de visitantes do Projeto TAMAR é eficiente, visto que a grande maioria dos discentes sabia responder aos questionamentos após a visita as bases do projeto. Contudo, também pode-se constatar que alguns temas poderiam ser mais enfatizados. A partir da realização deste trabalho pudemos perceber a grande relevância do papel do professor, visto que as turmas que tiveram um maior número de acertos nos questionários foram aquelas em que os professores já haviam tratado o tema em sala de aula, antes da visita ao TAMAR. Os alunos que demonstraram possuir uma percepção maior, ao se analisar as respostas dos questionários na fase anterior à visita, foram os de Ubatuba. Este fato pode estar relacionado à presença do projeto há mais de 20 anos na cidade, o que faz com que esses estudantes já estejam mais familiarizados com as questões relacionadas ao tema por terem visitado o projeto mais de uma vez.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/72380
Arquivos Descrição Formato
000877290.pdf (1.369Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.