Repositório Digital

A- A A+

Influência do polimorfismo MTHFR 677C>T no desenvolvimento de efeitos adversos ao tratamento com 5-fluorouracil/leucovorin em pacientes com adenocarcinoma colorretal

.

Influência do polimorfismo MTHFR 677C>T no desenvolvimento de efeitos adversos ao tratamento com 5-fluorouracil/leucovorin em pacientes com adenocarcinoma colorretal

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Influência do polimorfismo MTHFR 677C>T no desenvolvimento de efeitos adversos ao tratamento com 5-fluorouracil/leucovorin em pacientes com adenocarcinoma colorretal
Autor Oliveira, Thaís Silva de
Orientador Hutz, Mara Helena
Co-orientador Lima, Luciana Otero
Data 2012
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Ciências Básicas da Saúde. Curso de Biomedicina.
Assunto Adenocarcinoma
Fluoruracila
Leucovorina
Neoplasias colorretais
Polimorfismo genético
Resumo O quimioterápico 5-fluorouracil (5-FU) é amplamente utilizado na terapia contra o câncer colorretal (CCR) e o ácido leucovorin (LV) é rotineiramente combinado a ele com a finalidade de potencializar sua ação. Devido ao fato de se tratar de um fármaco não alvo-específico, diversos efeitos adversos são frequentemente observados entre os pacientes e determinadas variantes genéticas têm sido associadas com maior chance para essa condição. O principal mecanismo de ação do 5-FU é a inibição da enzima Timidilato Sintase (TS), essencial para a síntese correta de DNA. A inibição ótima de TS requer elevadas concentrações celulares de 5,10-metilenotetraidrofolato (5,10-CH2FH4), que é degradado pela enzima metilenotetrahidrofolato redutase (MTHFR). O polimorfismo MTHFR 677C>T está associado com baixa atividade enzimática, o que parece ter como consequência níveis mais elevados de 5,10-CH2FH4, que resultaria em maior sensibilidade a tratamentos baseados em 5-FU/LV e possível maior risco para o desenvolvimento de toxicidade. Os resultados disponíveis na literatura, porém, não são homogêneos a respeito da influência do polimorfismo MTHFR 677C>T sobre o desenvolvimento de efeitos adversos ao tratamento baseado em 5-FU. O presente estudo teve como objetivo investigar a associação entre o polimorfismo MTHFR 677C>T e o desenvolvimento de efeitos adversos graves (graus 3 e 4, segundo critérios do CTCAE versão 4.0) em 146 pacientes com adenocarcinoma colorretal que realizaram tratamento quimioterápico exclusivamente baseado em 5-FU/leucovorin (5-FU/LV). Informações clínicas e dados referentes ao desenvolvimento de efeitos adversos foram obtidos dos prontuários médicos dos pacientes. O polimorfismo MTHFR 677C>T foi analisado por PCR-RFLP a partir de DNA obtido de amostra de sangue periférico. Não foi encontrada associação entre o polimorfismo MTHFR 677C>T e o desenvolvimento de efeitos adversos graves (graus 3 e 4) durante o tratamento baseado em 5-FU/LV (p>0,20; ajustando ou não por covariáveis). Nossos resultados sugerem que apenas a presença do polimorfismo MTHFR 677C>T não possui influência sobre o desenvolvimento de efeitos adversos graves ao tratamento com 5-FU/LV, porém a análise em conjunto de outros SNPs em genes envolvidos na farmacocinética ou farmacodinâmica do 5-FU seria interessante.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/72410
Arquivos Descrição Formato
000881978.pdf (1.403Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.