Repositório Digital

A- A A+

Avaliação de método de identificação molecular e distribuição das espécies do complexo Acinetobacter calcoaceticus-Acinetobacter baumannii em dois hospitais de Porto Alegre

.

Avaliação de método de identificação molecular e distribuição das espécies do complexo Acinetobacter calcoaceticus-Acinetobacter baumannii em dois hospitais de Porto Alegre

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação de método de identificação molecular e distribuição das espécies do complexo Acinetobacter calcoaceticus-Acinetobacter baumannii em dois hospitais de Porto Alegre
Autor Teixeira, Aline Borges
Orientador Barth, Afonso Luis
Data 2013
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Medicina: Ciências Médicas.
Assunto Acinetobacter baumannii
Acinetobacter calcoaceticus
Epidemiologia
Hospitais
Patologia molecular
Porto Alegre (RS)
Reação em cadeia da polimerase multiplex
[en] Acinetobacter calcoaceticus-Acinetobacter baumannii complex
[en] Multiplex PCR
[en] Resistance
[en] Species identification
Resumo Introdução: O gênero Acinetobacter sp apresenta considerável heterogeneidade possuindo inúmeras espécies. Atualmente, 23 espécies já foram nomeadas e nove outras espécies já foram descritas. Quatro destas espécies possuem contextos clínicos e epidemiológicos diferentes, no entanto são agrupadas em um complexo denominado Acinetobacter calcoaceticus-Acinetobacter baumannii (ABC) devido à sua similaridade genética e fenotípica. Diversos testes para diferenciação do complexo já foram descritos, porém a maioria não pode ser realizado na rotina laboratorial, pois são caros e laboriosos. Objetivos: Avaliar um método rápido e viável na rotina laboratorial, capaz de diferenciar as espécies do complexo ABC; Determinar a prevalência das diferentes espécies do complexo ABC; Avaliar o perfil de suscetibilidade aos antimicrobianos nas diferentes espécies. Métodos: Foram analisadas 118 amostras de dois hospitais de Porto Alegre-RS através do método Multiplex PCR para o gene gyrB e posteriormente confirmadas pelo padrão-ouro: sequenciamento do 16S-23S ITS. O perfil de suscetibilidade foi realizado através de microdiluição em caldo. Resultados: Das 118 amostras identificadas inicialmente como Acinetobacter sp., a grande maioria dos isolados (106 -89.9%) foram identificados como A. baumannii; mas doze isolados foram identificados como sendo das demais espécies do complexo ABC: 6 (5.1%) A. nosocomialis, 5 (4.2%) A. pittii, e 1 (0.8%) A. genoespécie 10, através da técnica de Multiplex PCR. Todos os resultados foram confirmados por sequenciamento. A. baumannii apresentou um elevado nível (72,6%) de resistência ao imipenem em comparação com as outras espécies seguido da espécie A. nosocomialis que apresentou metade de seus isolados resistentes. Todas as espécies apresentaram baixos índices (inferior a 7,5%) de resistência à Polimixina B e Tigeciclina. Conclusão: O Multiplex PCR para o gene gyrB apresentou resultados fidedignos quando comparados ao padrão-ouro, demonstrando, assim, ser um método confiável para a identificação das espécies do complexo ABC. Outras espécies, além de A. baumannii, ABC podem apresentar percentuais significativos de resistência ao imipenem.
Abstract Background: Introduction: The genus Acinetobacter sp presents considerable heterogeneity possessing numerous species. Currently, 23 species have been named and nine other species have been described. Four of these species have different clinical and epidemiological contexts, but are grouped in a complex called Acinetobacter calcoaceticus-Acinetobacter baumannii (ABC) due to their genetic and phenotypic similarity. Several tests for differentiation of the complex have been described, but most can not be performed routinely in the laboratory, they are expensive and laborious. Objectives: To evaluate a fast and feasible in routine laboratory able to differentiate the species of the complex ABC; determine the prevalence of different species of the complex ABC; evaluate the antimicrobial susceptibility profile of the different species. Methods: We analyzed 118 samples from two hospitals in Porto Alegre-RS by the method of Multiplex PCR for gene gyrB and subsequently confirmed by the gold standard: sequencing the 16S-23S ITS. The susceptibility profile was performed by microdilution. Results: Of the 118 samples initially identified as Acinetobacter sp. The great majority of isolates (106 -89.9%) were identified as A. baumannii, but twelve isolates were identified as being from other species of the complex ABC: 6 (5.1%) A. nosocomialis, 5 (4.2%) A. pittii, and 1 (0.8%) A. genospécie 10 by Multiplex PCR technique. All results were confirmed by sequencing. A. baumannii showed a high level (72.6%) of imipenem resistance in comparison with the other species followed by the species A. nosocomialis showed that half of his resistant isolates. All species showed low levels (less than 7.5%) of resistance to Polymyxin B and Tigecycline. Conclusion: Multiplex PCR for gene gyrB results presented totally reliable when compared to the gold standard, demonstrating thus be a safe method for the laboratory. Other species besides A. baumannii, ABC may have significant percentages of resistance to imipenem.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/72419
Arquivos Descrição Formato
000883181.pdf (820.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.