Repositório Digital

A- A A+

Assinatura gênica de resistência à cisplatina envolve a rede da cofilina-1 em câncer de pulmão de não-pequenas células

.

Assinatura gênica de resistência à cisplatina envolve a rede da cofilina-1 em câncer de pulmão de não-pequenas células

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Assinatura gênica de resistência à cisplatina envolve a rede da cofilina-1 em câncer de pulmão de não-pequenas células
Autor De Bastiani, Marco Antônio
Orientador Klamt, Fabio
Data 2012
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Ciências Básicas da Saúde. Curso de Biomedicina.
Assunto Carcinoma pulmonar de células não pequenas
Cisplatino
Cofilina 1
Resistência a medicamentos
Resumo O câncer de pulmão é a neoplasia maligna mais insidiosa da oncologia, sendo responsável pelo maior número de mortes relacionadas a câncer no mundo. Este câncer pode ser dividido em dois tipos: câncer de pulmão de células pequenas e câncer de pulmão de não-pequenas células (CPNPC). A maioria dos tratamentos de primeira linha atuais baseia-se em agentes alquilantes derivados de platina, como a cisplatina e a carboplatina, utilizados sozinhos ou em conjunto com outras drogas antineoplásicas. A ação antitumoral dos derivados de platina ocorre basicamente em nível de DNA, provocando a formação ligações cruzadas principalmente intra-fitas. Independentemente do regime utilizado, entretanto, é inevitável o surgimento de resistência e, por ser o padrão ouro da terapêutica, a resistência a derivados de platina é um fator importante no desenrolar do tratamento. Três são os principais mecanismos descritos de resistência a esses compostos: aumento do efluxo, da inativação intracelular da droga e aumento da taxa de reparo do DNA. Além disso, outro mecanismo proposto é o aumento da expressão de carreadores da membrana nuclear, que auxiliariam na entrada de proteínas de reparo. Trabalhos anteriores de nosso grupo identificaram a proteína cofilina-1 como um possível biomarcador candidato para CPNPC e esses trabalhos também demonstraram uma possível relação entre os níveis de expressão da proteína cofilina-1 e resistência a agentes alquilantes, onde células que possuem alta expressão (e imunoconteúdo) da proteína possuem uma maior resistência a esses agentes quimioterápicos. Por esse motivo, o objetivo deste trabalho é avaliar a rede de interação gênica da cofilina-1 com relação aos principais mecanismos de resistência descritos pela literatura em um modelo in silico utilizando dados de expressão gênica de microarranjos. Para isso, dados de microarranjo de modelos celulares e biópsias foram extraídos do repositório público Gene Expression Omnibus (GEO) e analisados no software ViaComplex. Esse programa utiliza-se de redes de interação geradas na ferramenta Search Tool for the Retrieval of Interacting Genes/Proteins (STRING) e do dado obtido a partir do microarranjo para avaliar o padrão de expressão de grupos de genes. Além do ViaComplex, também realizamos análises de correlação para investigar a relação de nossos genes de interesse com o processo de resistência à droga. Nossos resultados mostram que o grupo de genes relacionados à cofilina-1 comporta-se similarmente ao grupo de genes relacionados ao reparo por NER na maioria das análises realizadas. Ainda, nossas análises sugerem que o padrão de expressão dos genes das redes varia diferentemente dependendo do agente alquilante e do tipo histológico do tumor. Finalmente, análises dos bancos de dados de biópsias reforçaram dados da literatura que afirmam uma relação entre cofilina-1 e desfecho desfavorável para pacientes em estágios iniciais de CPNPC.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/72426
Arquivos Descrição Formato
000883340.pdf (2.596Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.