Repositório Digital

A- A A+

Esforço de tração para ferramentas de hastes com ponteiras estreitas em dois solos do Rio Grande do Sul

.

Esforço de tração para ferramentas de hastes com ponteiras estreitas em dois solos do Rio Grande do Sul

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Esforço de tração para ferramentas de hastes com ponteiras estreitas em dois solos do Rio Grande do Sul
Outro título Draught of narrow blades in two soils of Rio Grande do Sul
Autor Machado, Antônio Lilles Tavares
Orientador Trein, Carlos Ricardo
Data 2001
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Agronomia. Programa de Pós-Graduação em Ciência do Solo.
Assunto Escarificador : Tensão
Manejo do solo
Rio Grande do Sul
Resumo Os modelos para predição do esforço de tração, para ferramentas de hastes, em conjunto com a análise das teorias da relação solo-ferramenta, não tem sido estudados para os solos do Rio Grande do Sul. Procurou-se dar início a formação de um banco de dados, com os parãmetros físicos do solo, utilizados na análise da relação solo-ferramenta, verificando-se como os mesmos influenciam e são influenciados pelos equipamentos. Buscou-se identificar os modelos que permitam a obtenção, de forma precisa, do esforço de tração produzido por ferramentas de hastes, para dois solos do Rio Grande do Sul. Foram estudados um Planossolo e um Argissolo Vermelho. Identificouse o comportamento dos parâmetros de solo que influenciam o esforço de tração, em diferentes situações de teor de água. Verificou-se que dos seis modelos estudados, aqueles propostos por Reece em 1965, também denominado "equação universal de mobilização de solo", por Hettiaratchi e Reece em 1967, e Godwin e Spoor em 1977, foram os que melhor ajuste proporcionaram. A comparação dos dados de esforço de tração, adquiridos no campo com os obtidos por estes modelos apresentam bons resultados. Dada a menor complexidade de cálculo do modelo proposto por Reece em 1965, recomenda-se a sua utilização como modelo de previsão de esforço de tração para ferramentas estreitas que estejam trabalhando num Planossolo ou Argissolo Vermelho.
Abstract Soil-soil engaging tines and draft forces modeling together with theoretical analysis and existing mathematical models, have not been studied in Rio Grande do Sul soils. An attempt to begin with a data bank of soil physical parameters used in soil-tool relations, and, at the same time, the way it influiences machine performance, has been done in the following work. From the to date existing models, those which can get the closest fitting draft forces to real measured one has been established for two of Rio Grande do Sul soils. An Albaqualf and a Paleudult were evaluated. Soil parameters influencing draft forces were evaluated in different soil water content. From the six studied models, those suggested by Reece (1965), so called " Universal Earthmoving Equation", Hettiaratchi and Reece (1967) and Godwin and Spoor (1977) were the best fitting ones, comparing the calculated results with those measured "in situ". Allowing for the less complexity of Reece's model (1965) it is suggested that this model should be used for modeling draft forces prediction for narrow tines in Albaqualf and Paleudult.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/72651
Arquivos Descrição Formato
000336335.pdf (22.28Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.