Repositório Digital

A- A A+

Surtos de toxinfecção alimentar notificados e investigados no município de Porto Alegre no período de 2003 a 2011

.

Surtos de toxinfecção alimentar notificados e investigados no município de Porto Alegre no período de 2003 a 2011

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Surtos de toxinfecção alimentar notificados e investigados no município de Porto Alegre no período de 2003 a 2011
Autor Nascimento, Carla Batista do
Orientador Souza, Claudia Ache Saldanha
Co-orientador Rivas, Paula Marques
Data 2013
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Veterinária. Curso de Especialização em Produção, Tecnologia e Higiene de Alimentos de Origem Animal.
Assunto Doenças transmitidas por alimentos
Surtos alimentares
Toxinfeccao alimentar
Vigilancia alimentar
[en] Foods
[en] Outbreaks
[en] Poisonings
[en] Surveillance
Resumo No contexto da vigilância sanitária de alimentos, as toxinfecções ocupam lugar de destaque em função do grande número de microorganismos envolvidos, da diversidade de períodos de incubação, da variabilidade dos quadros clínicos e, principalmente, pela elevada quantidade de produtos de origem animal ou vegetal que podem veicular esses agentes. (Germano, 2003). Foram analisados os relatórios finais de investigação, com o objetivo de contribuir para a tabulação dos dados relativos às Doenças Transmitidas por Alimentos (DTA´s) ocorridas em Porto Alegre, realizados pela Equipe de Vigilância de Alimentos da Coordenadoria Geral de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal da Saúde. Foram notificados 190 surtos no período de 2003 a 2011, envolvendo 8.183 pessoas. Todos os surtos notificados foram investigados, mas apenas 163 (85,78%) geraram a elaboração do Relatório Final de Investigação (RF). Deste total foram confirmados 60 surtos (31,57% sobre o total dos notificados). Os demais surtos notificados (27) também foram investigados, no entanto não geraram a elaboração do RF por insuficiência de informações ou por tratarem-se de casos (1 só pessoa envolvida) e não surtos. A faixa etária com maior número de comensais doentes (62 %) foi a de 20 a 49 anos. O principal agente etiológico identificado foi Bacillus cereus (16%), seguido por Clostridium perfringens(14%), Staphylococcus aureus(14%) e Salmonella ssp (14%). Os sintomas mais frequentes foram náuseas, vômitos, cólicas abdominais e diarréia. Foram identificados 11 diferentes fatores predisponentes durante os nove anos de estudo e apesar de não terem sido indicados em 44% dos surtos, o fator prevalente foi a refrigeração inadequada (25%). Dos 163 surtos investigados, 63% dos alimentos envolvidos foram preparados no comércio e 18% em residências.
Abstract In the context of sanitary surveillance of food, poisonings are placed at a highlight position due to the large number of microorganisms involved, the diversity of incubation periods, the variability of clinical pictures and, mainly, the high quantity of plant or animal products which can transport these agents. (Germano, 2003). The final investigation reports were analyzed in order to contribute to the tabulation of data related to Food-Transmitted Diseases (FTD's) occurred in Porto Alegre, executed by the Food Surveillance Team of the General Coordinating Body for Health Surveillance of the Municipal Health. 190 outbreaks were notified from 2003 to 2011, involving 8.183 people. All reported outbreaks were investigated, but only 163 (85.78%) generated the elaboration of the Investigation Final Report (FR). From this total were confirmed 60 outbreaks (31.57%) of the total reported. The other reported outbreaks (27) were also investigated, however, they did not generate the elaboration of the FR due to the insufficiency of information or for dealing with cases (only 1 person involved) and not outbreaks. The age group with the largest number of sick people (62%) was between 20 to 49 years old. The main etiological agent identified was Bacillus cereus (16%), followed by Clostridium perfringens (14%), Staphylococcus aureus (14%) and Salmonella ssp (14%). The most frequent symptoms were nausea, vomit, abdominal cramps and diarrhea. 11 different predisposing factors were identified during the nine years of study, and although they have not been shown in 44% of outbreaks, the prevalent factor was the inadequate cooling (25%). Of the 163 outbreaks investigated, 63% of involved foods were prepared in trade and 18% in homes.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/72697
Arquivos Descrição Formato
000884572.pdf (593.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.