Repositório Digital

A- A A+

Banqueiros anarquistas : o romance no Grupo Orpheu

.

Banqueiros anarquistas : o romance no Grupo Orpheu

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Banqueiros anarquistas : o romance no Grupo Orpheu
Autor Rückert, Gustavo Henrique
Orientador Tutikian, Jane Fraga
Data 2013
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Carneiro, Mário de Sá, 1884-1916. A confissão de Lúcio
Crítica literária
Literatura comparada
Literatura portuguesa
Modernismo
Negreiros, Almada, 1893-1970. A engomadeira
Pessoa, Fernando, 1888-1935. Livro do desassossego
Romance
Teoria literária
[en] Lucio’s confession
[en] Novel
[en] Orpheu
[en] Social context
[en] The book of disquiet
[en] The ironing girl
Resumo Este trabalho tem como objetivo analisar a importância social das formas estéticas abordadas pelos romances modernos de autoria dos artistas que formaram o grupo Orpheu, responsável pelo primeiro modernismo em Portugal. O corpus de análise é formado pelas obras A engomadeira, publicada em 1917, por José de Almada Negreiros; A confissão de Lúcio, publicada em 1914, por Mário de Sá-Carneiro; e Livro do desassossego, publicação póstuma com autoria de Fernando Pessoa. Para isso, são adotadas diversas teorias que vinculam o romance à sociedade, com uma atenção maior para Ascensão do romance, de Ian Watt. De acordo com ele, os elementos que caracterizaram o romance tradicional nos séculos XVIII e XIX são signos materiais que respondem ao processo de consolidação da classe burguesa. Dessa maneira, os textos analisados procuram a ruptura dos elementos apontados por Watt, o que revela uma atitude política de subversão dos signos burgueses no momento em que eles passam a estar em declínio no contexto europeu, com exceção de Portugal. Configura-se, portanto, como uma intervenção política a atitude desses três artistas.
Abstract This paper aims to analyze the social importance of aesthetic forms approached in modern novels by artists who formed the Orpheu group, which was responsible for the first modernism movement in Portugal. The corpus of analysis of this work is composed by the literary works The ironing girl (A engomadeira), published in 1917 by José de Almada Negreiros; Lucio’s confession (A confissão de Lúcio), published in 1914 by Mário de Sá-Carneiro; and The book of disquiet (Livro do desassossego), a posthumous publication authored by Fernando Pessoa. For this purpose, several theories that link novel to society are adopted, giving greater attention to The rise of the novel, by Ian Watt. According to this author, the elements that characterized the traditional novel in the Eighteenth and Nineteenth Centuries are material signs that respond to the process of consolidation of the bourgeois class. Therefore, the analyzed texts seek to break the elements mentioned by Watt, which reveal an attitude of subversion of bourgeois signs when they start to decline in the European context, with the exception of Portugal. Thus, the novels of these three artists are characterized as a political intervention.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/72738
Arquivos Descrição Formato
000883554.pdf (384.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.