Repositório Digital

A- A A+

Criopreservação seminal do tambaqui Colossoma macropomum

.

Criopreservação seminal do tambaqui Colossoma macropomum

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Criopreservação seminal do tambaqui Colossoma macropomum
Outro título Cryopreservation of Colossoma macropomum sperm
Autor Garcia, Raycon Roberto Freitas
Orientador Streit Júnior, Danilo Pedro
Co-orientador Oberst, Eneder Rosana
Povh, Jayme Aparecido
Data 2013
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Agronomia. Programa de Pós-Graduação em Zootecnia.
Assunto Piscicultura
Produção animal
Tambaqui
Resumo da severidade produzida pela baixa temperatura no processo de criopreservação. Neste estudo o objetivo foi avaliar a qualidade do sêmen de Colossoma macropomum pós-descongelamento, utilizando dimetilsulfóxido (DMSO) como crioprotetor combinado com duas soluções diluidoras (tratamentos): T1 (Glicose – 90,0 g/L, Citrato de Sódio - 6,0 g/L, EDTA - 1,5 g/L, Bicarbonato de Sódio - 1,5 g/L, Cloreto de Potássio - 0,8 g/L, Sulfato de Gertamicina - 0,2 g/mL) e T2 (Glicose - 90,0 g/L e Água de Coco em Pó - ACP® - 10,0 g/L). O sêmen de 26 animais machos, previamente analisados foi criopreservado em cinco momentos diferentes dentro do período reprodutivo, constituindo cinco pools. Quatro fêmeas foram utilizadas para observação dos índices de produtividade (taxas de fertilização e eclosão). Foram avaliados nos tratamentos, motilidade (Mot), tempo de motilidade (TMot), patologias espermáticas, taxa de fertilização e eclosão, integridade da membrana espermática, funcionalidade da mitocôndria e do DNA espermático. A Mot e o TMot não diferiram (P>0,05) entre os tratamentos T1 e T2 e ambos foram inferiores ao sêmen in natura. O número de espermatozoides normais foi significativamente diferente (P<0,05) nos tratamentos T1 (15,1%) e T2 (21,9%), e ambos apresentaram uma redução no percentual de espermatozoides normais quando comparados ao sêmen in natura (57,4%).Quanto as taxas de fertilização e eclosão não houve diferença (P>0,05) entre os tratamentos avaliados (T1 e T2). Após a criopreservação dos espermatozoides, não foram verificadas diferenças (P>0,05) entre os tratamentos, na funcionalidade da mitocôndria e integridade do DNA espermático. Quanto a integridade da membrana, no T1 (53,4%) apresentou maior percentual (P<0,05) de espermatozoides com a membrana integra do que no T2 (43,7%). A solução crioprotetora composta com duas soluções testadas não foram efetivas na proteção estrutural da célula espermática. Porém, mantiveram integro em quase que toda sua totalidade o DNA dos espermatozoides de C. macropomum.
Abstract Cryoprotectant solutions aim to protect spermatozoa from injuries produced by low temperature in the cryopreservation process. In this study we evaluated the quality of Colossoma macropomum semen after thawing, using dimethyl sulfoxide (DMSO) as a cryoprotectant combined with two extender solutions (treatments): T1 (Glucose - 90.0 g/L, Sodium Citrate - 6 0 g/L, EDTA - 1.5 g/L, Sodium Bicarbonate - 1.5 g/L, Potassium Chloride - 0.8 g/L, Gertamicine Sulfate - 0.2 g/mL) and T2 (Glucose - 90.0 g/L and Powder Coconut Water - ACP® - 10.0 g/L). Semen from 26 males, previously cryopreserved was analyzed at five different times throughout the reproductive season, forming five pools. Four females were used for observation of reproductive indexes (fertilization and hatching rate). The following parameters were assessed: motility (Mot), motility time (TMot) sperm pathologies, fertilization rate and hatching rate, sperm membrane integrity, mitochondrial and sperm DNA function. The Mot and TMot did not differ (P> 0.05) between T1 and T2 and both showed lower values compared to fresh semen. The number of normal spermatozoa was significantly different (P <0.05) in T1 (15.1%) and T2 (21.9%) treatments, and both showed a reduction in the percentage of normal spermatozoa when compared to fresh semen (57.4%). Regarding fertilization and hatching rates, there was no difference (P> 0.05) between the treatments (T1 and T2). After sperm cryopreservation, no differences were evidenced (P> 0.05) between the treatments for mitochondrial functionality and sperm DNA integrity. T1showed a higher membrane integrity (53.4%) than that found in T2 (43.7%). The cryoprotectant solution tested in this study did not work effectively in protecting spermatic cells from structural damages. However, majority of the cells remained with intact DNA after thawing.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/72777
Arquivos Descrição Formato
000886078.pdf (1.163Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.