Repositório Digital

A- A A+

Avaliação dos impactos ambientais da produção de bovinos de corte no sul do Brasil

.

Avaliação dos impactos ambientais da produção de bovinos de corte no sul do Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação dos impactos ambientais da produção de bovinos de corte no sul do Brasil
Outro título Environmental impacts assessment of cattle production in southern Brazil
Autor Dick, Milene
Orientador Dewes, Homero
Co-orientador Silva, Marcelo Abreu da
Data 2013
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Centro de Estudos e Pesquisas em Agronegócios. Programa de Pós-Graduação em Agronegócios.
Assunto Agronegócio
Bovino de corte
Meio ambiente
Pastagem
Produção animal
Sustentabilidade
[en] Climate change
[en] Enteric fermentation
[en] Environmental assessment tools
[en] Impact categories
[en] Indicator sustainability
[en] Sustainable livestock
Resumo O crescimento da consciência ecológica ocasionado por problemas ambientais evidenciados nas últimas décadas tem direcionado esforços no sentido de repensar práticas e posturas a fim de minimizar os impactos das atividades humanas no planeta. Termos como sustentabilidade, têm sido recorrentes nas definições de rumos e possibilidades que orientam a adoção de práticas produtivas em diferentes níveis da sociedade. A importância de setor primário potencializa as cobranças quanto aos impactos ambientais das suas diferentes produções, particularmente no que tange à criação de ruminantes na realidade atual das mudanças climáticas. Neste contexto, o presente trabalho buscou colaborar de diferentes formas para um maior conhecimento dos impactos dos sistemas pastoris de produção bovina característicos do Sul do Brasil sobre o meio ambiente. (1) Inicialmente foram descritas as principais ferramentas utilizadas em estudos de sustentabilidade, com vistas à determinação de sua aplicabilidade na avaliação dos ditos sistemas pecuários. São apontados conceitos e peculiaridades a serem considerados e propostas sugestões no que se refere ao uso das mesmas em avaliações de sistemas de criação em pastagens. (2) No primeiro estudo foram avaliados os impactos ambientais de dois sistemas de produção bovina típicos da Região Sul do Brasil (sistema extensivo ou cenário base e sistema melhorado), através da Avaliação do Ciclo de Vida. Mais precisamente, buscou-se: caracterizar seus impactos em termos de: aquecimento global, uso da terra, depleção das águas, de minerais e de combustíveis fósseis, acidificação terrestre e eutrofização das águas. Valores de emissões de gases de efeito estufa (GEE) e de uso da terra, de 22,5 kg de CO2 eq. e 234,78 m2a por kg de ganho de peso vivo, caracterizam o cenário-base. (3) No segundo estudo foram avaliados os impactos da aplicação de diferentes práticas melhoradoras no cenário-base sobre o balanço de GEE e demais aspectos ambientais relacionados à problemática do aquecimento global. Essas alterações incluíram no curto prazo: a introdução de gramíneas hibernais e estivais; introdução de leguminosas em substituição ao uso de fertilizantes nitrogenados; incrementos da taxa de desmame; intensificação do uso das pastagens e; aumento da taxa de descarte anual. Também foram considerados os efeitos do pastejo sobre os estoques de carbono do solo e a estabilização dos mesmos, numa perspectiva de médio e longo prazo. A diversidade dos resultados obtidos fornece subsídios para um maior entendimento das singularidades regionais, necessário para a proposição de alternativas de mitigação. Os diferentes cenários propostos demonstram diferentes possibilidades de mitigação dos efeitos destes sistemas produtivos sobre o ambiente, observando-se reduções de mais de 20 vezes das emissões de GEE e valores sete vezes menores de uso da terra. Os resultados obtidos são discutidos em função: de características climáticas e culturais da região que facilitam a obtenção de performances ambientais favoráveis e; da importância da dinâmica do carbono na biomassa aérea e radicular das plantas como elemento definidor da contribuição de sistemas pastoris de produção para a problemática do clima, bem como, para a questão ambiental em seu sentido amplo.
Abstract The growth of ecological consciousness caused by environmental problems highlighted in recent decades has directed efforts to rethink attitudes and practices to minimize the impacts of human activities on the planet. Terms such as sustainability have been recurrent in definitions of directions and possibilities that drive the adoption of production practices at different levels of society. The importance of the primary sector potentiates the charges regarding the environmental impacts of its various productions, particularly in relation to ruminant breeding in the current reality of climate changes. In this context, the present study sought to collaborate in different ways to a better understanding of the impacts on the environment of grazing systems for cattle production, characteristic of southern Brazil. (1) Initially, the main tools used in sustainability studies were described, with a view to determining their applicability in evaluating livestock grazing systems. Concepts and peculiarities are pointed, and suggestions regarding the use of these tools in evaluation of breeding pasture systems are proposed. (2) In the first study, the environmental impacts of two cattle production systems typical of Southern Brazil were assessment. (extensified system or baseline scenario and improved system), through the Life Cycle Assessment. More precisely, it was sought to characterize their impacts in terms of: global warming, land use, depletion of waters, minerals and fossil fuels, terrestrial acidification and eutrophication. The values of greenhouse gases (GHG) emissions and land use, of 22.5 kg CO2 eq. and 234.78 m2a per live weight kg, characterize the baseline scenario. (3) In the second study, the impacts of the application of different improved practices in baseline scenario on the GHG balance and other environmental aspects related to the issue of global warming were assessment. In the short-term, these changes included: the introduction of winter and summer grasses, the introduction of leguminous to replace the use of nitrogen fertilizers; the increasing of weaning rates, the intensification of pasture uses and, the increasing of the annual disposal rate. Furthermore, the effects of grazing on soil carbon stocks were also considered, in a medium and long term. The diversity of the obtained results provides subsidies to a greater understanding about regional singularities, which is necessary for proposing alternatives to mitigate their effects. The different baseline scenarios present different possibilities of mitigation the effects of these production systems on the environment, observing reductions of more than 20 times the GHG emissions and seven times lower values of land use. The results are discussed with reference to: climatic and cultural characteristics of the region that facilitate the achievement of favorable environmental performances and, the importance of the dynamics of carbon in root and aerial biomass of plants as a defining element of the contribution of pastoral production systems for climate issues, as well as for environmental issues in a broader sense.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/72789
Arquivos Descrição Formato
000884897.pdf (2.241Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.