Repositório Digital

A- A A+

Formação da eflorescência em cerâmica vermelha : fatores de influência no transporte dos íons SO4-2 e Ca+2

.

Formação da eflorescência em cerâmica vermelha : fatores de influência no transporte dos íons SO4-2 e Ca+2

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Formação da eflorescência em cerâmica vermelha : fatores de influência no transporte dos íons SO4-2 e Ca+2
Outro título Formation of efflorescence on red ceramics : factors of influence on the of SO4-2 and Ca+2 ions
Autor Ferreira, Cristiano Correa
Bergmann, Carlos Perez
Resumo Investigou-se o deslocamento dos íons SO 2- e Ca2+ em uma cerâmica vermelha, simulando o processo de eflorescência. Foram moldados corpos cerâmicos (70 x 27 x 9 mm3) por extrusão a vácuo, formulados com diferentes teores de CaSO .2H O (0, 2, 4, 4 2 8, 16% em peso) e queimados a diferentes temperaturas (800, 850, 900, 950 °C) por 12 h. A microestrutura foi avaliada quanto à absorção de água, porosidade aparente e distribuição de tamanho de poros. A eflorescência foi avaliada segundo a norma ASTMC67/2003 e por ensaios de solubilização dos íons SO 2- e Ca2+ após períodos de 1 h com os corpos cerâmicos imersos em água quente e por 7, 14 e 28 dias consecutivos com os corpos cerâmicos submersos em água fria. Também foram realizados testes de condutividade elétrica nos solubilizados dos corpos cerâmicos durante os períodos de 1 h e de 7 dias de ensaio e avaliou-se a potencialidade desses íons na formação do fenômeno em função da temperatura. Na quantificação do fenômeno de eflorescência foi desenvolvida uma metodologia por análise de imagem. Os resultados obtidos permitiram estabelecer uma relação entre a eflorescência dos íons investigados, propriedades físicas (absorção de água e porosidade aparente), distribuição do tamanho dos poros, solubilização e condutividade elétrica.
Abstract The displacement of SO 2- and Ca2+ ions in a red-clay ceramic, simulating the process of efflorescence, was studied. Ceramic bodies were molded (70 × 27 × 9 mm3) by vacuum extrusion formulated with different contents of CaSO .2H O (0%, 2%, 4%, 8%, 4 2 and 16% in weight) and fired at different temperatures (800, 850, 900, and 950 °C) for 12 h. Ceramic bodies were characterized in terms of water absorption, apparent porosity and pore size distribution. Efflorescence was evaluated according to the norms of ASTMC67/2003. The solubilization of SO 2- and Ca2+ ions was tested after 1 h with the ceramic bodies immersed in hot water as well as after 7, 14 and 28 consecutive days with the ceramic bodies immersed in cold water. Electrical conductivity tests were also carried out in the solubilized material from ceramic bodies 1 h and 7 days after the beginning of the assay, where the potential of these ions in the formation of efflorescence as a function of temperature was evaluated. In the quantification of efflorescence, a new image analysis methodology was developed. The results allowed establishing a relationship between the efflorescence of the investigated ions, physical properties (water absorption and apparent porosity), pore size distribution, solubilization and electrical conductivity.
Contido em Cerâmica. São Paulo, SP. Vol. 57, n. 343 (jul./set. 2011), p. 356-363
Assunto Eflorescência
Materiais cerâmicos : Ensaios
[en] Calcium sulfate
[en] Ceramic materials
[en] Efflorescence
[en] Porosity
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/72900
Arquivos Descrição Formato
000791786.pdf (1.431Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.