Repositório Digital

A- A A+

Aspectos epidemiológicos, laboratoriais e cardíacos do linfoma em cães

.

Aspectos epidemiológicos, laboratoriais e cardíacos do linfoma em cães

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Aspectos epidemiológicos, laboratoriais e cardíacos do linfoma em cães
Outro título Epidemiological, laboratorial and cardiac features of lymphoma in dogs
Autor Neuwald, Elisa Barp
Orientador Diaz Gonzalez, Félix Hilário
Data 2013
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Veterinária. Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias.
Assunto Coração : Cães
Doxorrubicina
Linfoma
Patologia veterinaria : Caes
Sindromes paraneoplasicas
[en] Cardiotoxicity
[en] Doxorubicin
[en] Paraneoplastic syndromes
[en] Recurrence
[en] Survival
Resumo O objetivo desse estudo foi avaliar os aspectos clínicos e imuno-histoquímicos, bem como a ocorrência de síndromes paraneoplásicas e alterações laboratoriais, e correlacionar com os tempos de sobrevida e de remissão, em cães com linfoma. Além disso, visou monitorar a função cardíaca dos pacientes que receberam quimioterapia com protococolo que incluía doxorrubicina. Trinta cães com linfoma foram atendidos no período de maio de 2010 a maio de 2012 no Hospital de Clínicas Veterinárias da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e foram avaliados através de exame clínico, hemograma e análises bioquímicas, concentração sérica de troponina cardíaca I, eletrocardiograma e ecocardiograma, no momento do diagnóstico e mensalmente por mais quatro meses até o término do protocolo quimioterápico CHOP (prednisona, vincristina, ciclofosfamida e doxorrubicina). Posteriormente, os cães foram avaliados a cada dois meses até completar um ano após o diagnóstico. A maior parte dos cães diagnosticados neste estudo eram machos (60%), com média de 9 anos de idade e sem raça definida (23%). A forma multicêntrica foi a mais comumente observada (87%), principalmente associada ao imunofenótipo B (62%) e os cães apresentaram-se comumente nos estádios clínicos IV e V (64%) e subestádio “b” (83%). Alterações laboratoriais e síndromes paraneoplásicas foram frequentemente observadas no momento do diagnóstico, e incluiam anemia (57%), hipoalbuminemia (53%), leucocitose (40%), trombocitopenia (33%), hiperglobulinemia (20%), hiperproteinemia (17%) e hipercalcemia (13%). Os cães que apresentaram alterações na contagem de plaquetas, basicamente trombocitopenia, e alterações na concentração sérica da fração β2 das globulinas, bem como aqueles nos estádios clínicos IV-V e em condição corporal 1-2 no momento do diagnóstico, tiveram menor tempo de sobrevida. Os cães com hipercalcemia, trombocitopenia e elevação no volume corpuscular médio mostraram um menor tempo de remissão com maior chance de recidiva. Dos 30 cães com linfoma, 23 receberam o protocolo quimioterápico contendo doxorrubicina; não foram observadas alterações significativas nos exames cardiológicos realizados durante e após a quimioterapia. Este estudo demonstrou que os aspectos clínicos de cães com linfoma em Porto Alegre são similares aos observados em outras regiões do mundo, e alguns exames simples e de rotina se mostraram úteis para avaliar os tempos de sobrevida e remissão no momento do diagnóstico. Além disso, a doxorrubicina se mostrou uma droga segura para utilizar em cães com linfoma, desde que sejam adequadamente monitorados.
Abstract The present study aimed to evaluate the clinical and immunohistochemical features of dogs with lymphoma, as well as the occurrence of paraneoplastic syndromes and laboratory abnormalities, and their correlation with survival and remission times in those patients. Furthermore, we monitored the cardiac function of the patients receiving doxorubicin. Thirty animals with lymphoma were treated between May 2010 and May 2012 in the Veterinary Hospital of the Federal University of Rio Grande do Sul and were evaluated by clinical examination, complete blood count and biochemical analysis, serum cardiac troponin I measurement, electrocardiogram and echocardiogram at diagnosis, and monthly for four months until the end of the chemotherapy protocol, which contained prednisone, vincristine, cyclophosphamide and doxorubicin. The animals were evaluated every two months until one year after diagnosis. Most animals diagnosed in this study were males (60%) with a mean age of 9 years and mixed-breed (23%). The multicentric form was the most commonly observed with predominance of the B cell phenotype (62%) and the animals were frequently in clinical stages IV and V (64%) and sub-stage "b" (83%). Paraneoplastic syndromes and laboratory abnormalities were frequently observed at diagnosis, corresponding to anemia (57%), hypoalbuminemia (53%), leukocytosis (40%), thrombocytopenia (33%), hyperglobulinemia (20%) and hypercalcaemia (13%). The animals that showed alterations in platelet count, especially thrombocytopenia, and β2 serum globulin fraction as well as the ones in clinical stages IV-V and with body condition scores between 1-2 at diagnosis had lower survival times. The animals with hypercalcaemia, thrombocytopenia and elevated mean corpuscular volume showed a shorter remission time with a higher incidence of relapse. Twenty three dogs received doxorubicin in the chemotherapy protocol, and there were no significant changes in the cardiac evaluations performed during and after chemotherapy. This study demonstrated that the clinical aspects of dogs with lymphoma in Porto Alegre are similar to those observed in other studies worldwide, and some simple and routine tests proved useful in the prediction of survival and remission rates at the time of diagnosis. In addition, doxorubicin proved to be a safe drug when administered in dogs with lymphoma if properly monitored.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/75661
Arquivos Descrição Formato
000891580.pdf (1.113Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.