Repositório Digital

A- A A+

Prática clínica das enfermeiras na estratégia saúde da família : exercendo a clínica do cuidado

.

Prática clínica das enfermeiras na estratégia saúde da família : exercendo a clínica do cuidado

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Prática clínica das enfermeiras na estratégia saúde da família : exercendo a clínica do cuidado
Autor Colomé, Isabel Cristina dos Santos
Orientador Lima, Maria Alice Dias da Silva
Data 2013
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem.
Assunto Atenção primária à saúde
Cuidado
Enfermagem
Papel do profissional de enfermagem
Programa Saúde da Família.
[en] Family health
[en] Family health program
[en] Nurse's role
[en] Primary care nursing
[en] Primary health care
[es] Atención primaria de salud
[es] Enfermería de atención primaria
[es] Programa de salud familiar
[es] Rol de la enfermera
[es] Salud de la familia
Resumo Este estudo tem como objetivo analisar a dimensão assistencial do processo de trabalho de enfermeiras que atuam na Estratégia Saúde da Família, considerando a prática clínica que desenvolvem nesse contexto. Trata-se de um estudo qualitativo, cujos dados foram coletados por meio das técnicas de observação livre por amostragem de tempo e incidente crítico. Os sujeitos foram 26 enfermeiras que atuavam na assistência em unidades de saúde da família. A análise dos dados seguiu a técnica de análise de conteúdo, do tipo análise temática e resultou em duas categorias temáticas e subcategorias. O estudo obteve aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa da UFRGS parecer número 22237. A prática clínica das enfermeiras permeia as atividades de assistência que realizam e compõe-se de ações curativas, educativas, preventivas, de recuperação e promoção da saúde. Essa prática ocorre em um processo de trabalho voltado para o atendimento de usuários de diversas faixas etárias, que apresentam necessidades e/ou problemas de saúde variados e complexos, resultantes de situações clínicas e sociais próprias da sua dinâmica de vida. A prática clínica da enfermeira na saúde da família se caracteriza pela clínica do cuidado, ou seja, uma clínica própria, capaz de promover a ampliação do objeto de intervenção para além da lógica clínica biológica e curativa. Os componentes da clínica do cuidado da enfermeira expressam a forma com que define o seu objeto de trabalho e o saber/fazer que utiliza para isso, são eles: mobilização de conhecimentos; habilidade de comunicação - escuta; criação de vínculos de confiança. O desenvolvimento da clínica do cuidado faz com que a enfermeira seja a profissional de referência para os usuários na unidade. No cotidiano, a partir da mediação entre os conhecimentos científicos e as experiências vivenciadas, as enfermeiras constroem o saber operante, ou seja, um saber/fazer específico do seu núcleo profissional. O saber operante permite a avaliação/julgamento das situações e a tomada de decisão, visando satisfazer necessidades físicas, mentais, emocionais e sociais dos usuários e famílias de forma integral, exigindo um processo de aprendizagem contínua. As enfermeiras encontram dificuldades no desenvolvimento de sua prática clínica, quando não conseguem alcançar os resultados traçados para o cuidado. No entanto, também encontram potencialidades que geram motivação, estando relacionadas a sua capacidade de minimizar o sofrimento do usuário e/ou família, realizar uma ação resolutiva e receber o reconhecimento dos usuários, familiares ou outros profissionais. Os resultados mostram que as enfermeiras desenvolvem a clínica do cuidado, na medida em que organizam o seu conhecimento clínico sobre o indivíduo e a família, a comunidade e o sistema de saúde; promovem a valorização dos momentos de fala e escuta; buscam a promoção da saúde e desenvolvem uma clínica voltada para o sujeito, não desprezando a doença, mas deslocando o foco da cura para ter como finalidade primordial o cuidar.
Resumen Este estudio visa a analizar la dimensión asistencial del proceso de trabajo de enfermeras en la Estrategia Salud de la Familia, considerando la práctica clínica que desenvuelven en ese contexto. Este es un estudio cualitativo cuyos datos fueron recolectados por medio de las técnicas de observación libre por muestreo de tiempo e incidente crítico. Los sujetos fueron 26 enfermeras que actuaban en la asistencia en unidades de salud de la familia. El análisis de los datos siguió la técnica de análisis de contenido, del tipo análisis temático y resultó en dos categorías temáticas y subcategorías. El estudio obtuvo aprobación del Comité de Ética en Pesquisa de la Universidad Federal del Rio Grande do Sul según el informe número 22237. La práctica clínica de las enfermeras impregna sus actividades de asistencia y se componen de acciones curativas, educativas, preventivas, de recuperación y promoción de la salud. Esa práctica ocurre en un proceso de trabajo direccionado al atendimiento de usuarios de diversos grupos de edad, que presentan necesidades y/o variados y complejos problemas de salud, resultantes de situaciones clínicas y sociales propias de su dinámica de vida. La práctica clínica de la enfermera en la salud de la familia se caracteriza por la clínica del cuidado, o sea, una clínica propia, capaz de promover la ampliación del objeto de intervención para allá de la lógica clínica biológica y curativa. Los componentes de la clínica del cuidado de la enfermera expresan la forma con que define su objeto de trabajo así como el saber y el hacer que utiliza para eso, es decir: movilización de conocimientos; habilidad de comunicación - escucha; creación de vínculos de confianza. El desenvolvimiento de la clínica del cuidado hace de la enfermera la profesional de referencia para los usuarios en la unidad. En el cotidiano, a partir de la mediación entre los conocimientos científicos y las experiencias vividas, las enfermeras construyen el saber operante, o sea, un saber y un hacer específico de su núcleo profesional. El saber operante permite la evaluación y el juicio de las situaciones y la toma de decisiones, visando a satisfacer necesidades físicas, mentales, emocionales y sociales de los usuarios y familias de forma integral, exigiendo un proceso de aprendizaje continuo. Las enfermeras encuentran dificultades en el desenvolvimiento de su práctica clínica, cuando no logran alcanzar los resultados trazados para el cuidado. Sin embargo, también encuentran potencialidades que generan motivación, relacionadas a su capacidad de minimizar el sufrimiento del usuario y/o familia y de realizar una acción resolutiva y recibir el reconocimiento de los usuarios, familiares o de otros profesionales. Los resultados muestran que las enfermeras desenvuelven la clínica del cuidado al organizar su conocimiento clínico acerca del individuo y de la familia, de la comunidad y del sistema de salud; promueven la valoración de los momentos de habla y escucha; buscan la promoción de la salud y desenvuelven una clínica dedicada al sujeto, no despreciando la enfermedad, pero desplazando el foco de la cura al acto de cuidar como finalidad primordial.
Abstract This study aims at analyzing the care dimension regarding the working process of nurses who perform in the Family Health Strategy by considering the clinical practice they carry out within such context. It is a qualitative study whose data were collected by means of free observation techniques as per time sampling and critical incident. The subjects were 26 nurses who attended in the care center at family health care units. The data analysis followed the technique of content analysis of the thematic analysis type which provided two thematic categories and subcategories. The study received the approval from the Ethics Research Committee of the Federal University of Rio Grande do Sul under opinion number 22237. The clinical practice of the nurses permeates their care activities and is composed of healing, educative, preventive, recuperation and health promotion actions. Such practice occurs in a working process addressed to users from several age frames who present needs and/or varied and complex health problems derived from clinical and social circumstances that are peculiar to their life dynamics. The clinical practice of the nurse in the Family Health Strategy is featured by the care clinic, that is, an appropriate clinic able to promote the enlargement of the intervention object beyond the biological and healing clinical logics. The components of the nurse´s care clinic express the way how he/she defines his/her working object and the knowledge and expertise he/she utilizes thereto which are: knowledge mobilization; communication ability – listening; creation of trust bonds. The development of the care clinic makes of the nurse the reference professional for the users in the unit. Upon daily life, from the mediation between scientific knowledge and experiences, nurses construct the operational knowledge, that is, a specific expertise from his/her professional nucleus. The operational knowledge allows the evaluation and judgment of the circumstances besides the decision-making, aiming at satisfying the physical, mental, emotional and social needs of users and families as a whole what requires a continuous learning process. Nurses find difficulties in the development of their clinical practice when they do not succeed into achieving the results they have outlined for the care. However they also find potentialities that generate motivation and are related to their capacity of minimizing the pain of the user and/or family, by performing a resoluteness action and receiving the recognition of users, family members or other professionals. Findings show that nurses develop the care clinic to the extent that they organize their own clinical knowledge about the individual and the family, the community and the health system; they promote the valorization of the speaking and listening moments; they search for health promotion and develop a clinic addressed to the subject and they do not underestimate the disease but they displace the focus from the cure to the care as the primordial target.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/75980
Arquivos Descrição Formato
000892897.pdf (2.107Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.