Repositório Digital

A- A A+

Princípio da integralidade e formação profissional em cursos de medicina, enfermagem e nutrição de três universidades no Sul do Brasil

.

Princípio da integralidade e formação profissional em cursos de medicina, enfermagem e nutrição de três universidades no Sul do Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Princípio da integralidade e formação profissional em cursos de medicina, enfermagem e nutrição de três universidades no Sul do Brasil
Autor Mastalir, Fabiane Pinto
Orientador Fajardo, Ananyr Porto
Data 2013
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Curso de Especialização em Práticas Pedagógicas para Educação em Serviços de Saúde.
Assunto Enfermagem
Integralidade
Medicina
Nutrição
Sistema Único de Saúde.
[en] Comprehensiveness of care
[en] Education in health
[en] SUS
Resumo O Sistema Único de Saúde (SUS) é o sistema de saúde oficial brasileiro, estabelecido formalmente a partir da Constituição Federal de 1988, tendo sido amplamente discutido na 8a Conferência Nacional de Saúde, onde foram lançadas suas bases doutrinárias. Um sistema elaborado para assumir a concepção ampliada em saúde, sendo a saúde resultante das condições de alimentação, habitação, educação, renda, trabalho, meio ambiente, acesso aos bens e serviços essenciais. A construção deste sistema implica em mudanças no modelo médico-assistencial que requer novas práticas profissionais e processos de formação profissional direcionados para esse novo modelo de atenção, levando a modificações nas bases curriculares. Este estudo tem como objetivo analisar o currículo dos cursos de medicina, enfermagem e nutrição de três universidades da região sul do Brasil no ano de 2012 e refletir sobre a viabilidade da construção de um elo entre a formação do profissional da área da saúde e o Sistema Único de Saúde, enfatizando o princípio da integralidade como eixo estruturante dessa formação. Trata-se de uma pesquisa que tomou como unidade de análise o conteúdo do currículo do curso de graduação, disponível nas páginas virtuais das Universidades, tomando como base as disciplinas obrigatórias, analisando sua carga horária e distribuição na grade curricular. Analisando-se as grades curriculares podemos notar uma tendência à modificação do currículo para o atendimento das necessidades de saúde da população, atento ao processo saúde-doença do indivíduo, da família e da comunidade vinculado à realidade epidemiológica, proporcionando assim a integralidade das ações em saúde. Porém, ainda mantemos um modelo fortemente centrado na doença. Para que possa haver mudança no processo de formação é preciso haver uma mobilização tanto do grupo de docentes quanto de discentes para garantir a elaboração de uma prática pedagógica que possibilite um aprendizado direcionado para os propósitos do SUS.
Abstract The Unified Health System (SUS) is the official Brazilian health system, formally established by the Constitution of 1988; it was widely discussed in the 8th National Health Conference, where its doctrinal foundation was launched. The system was designed to take over the broad view on health, and health conditions result from food, housing, education, income, labor, environment, access to essential goods, and services. The construction of this system implies changes in the medical-assistance model of care that requires new professional practices and professional education processes directed towards this new model of care, leading to changes in the curricular bases. This study aims to analyze the curriculum of medicine, nursing, and nutrition undergraduation courses offered by three universities in the south of Brazil in 2012. Another goal is to reflect on the feasibility of building a link between the education of the health provider and the Unified Health System, emphasizing the principle of comprehensiveness as a structuring axis of this education. It is a research that took as its unit of analysis the content of the curriculum of three undergraduate courses, available in the virtual pages of the universities, based on compulsory subjects, analyzing their workload and distribution in the curriculum. Analyzing the curricula, it can be noticed that there is a tendency of changes in them to meet the health needs of the population, based on the health-disease process of the individual, family, and community linked to the epidemiological reality, thus providing comprehensiveness to the health actions. However, the prevalent model strongly focuses on the disease yet. To allow changes in the education process, there must be a mobilization of both the students and teachers to ensure the development of a pedagogical practice that allows a learning process directed towards the purposes of the SUS.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/76042
Arquivos Descrição Formato
000892963.pdf (173.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.