Repositório Digital

A- A A+

A residência multiprofissional em saúde : desafios e possibilidades de implantação no município de Santo Ângelo, RS

.

A residência multiprofissional em saúde : desafios e possibilidades de implantação no município de Santo Ângelo, RS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A residência multiprofissional em saúde : desafios e possibilidades de implantação no município de Santo Ângelo, RS
Autor Pazdziora, Rosana Ines Zorzo
Orientador Rocha, Cristianne Maria Famer
Data 2013
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Curso de Especialização em Práticas Pedagógicas para Educação em Serviços de Saúde.
Assunto Formação
Residência
Saúde
Resumo A proposta da Residência Multiprofissional em Saúde (RMS) pode oportunizar uma formação teórico-pedagógica mais compatível com os princípios e diretrizes da integralidade da atenção e da intersetorialidade do SUS, garantindo a equidade do acesso e o direito à saúde. Justificativa: a escolha do tema se deve à importância na garantia de uma formação integral aos profissionais de saúde da região. Outro motivo pela escolha do tema é a inexistência de Residências Multiprofissionais em Saúde na Região Missioneira e no município de Santo Ângelo. Objetivo: analisar as facilidades e dificuldades de implantação das Residências Multiprofissionais em Saúde no Brasil. Metodologia: Trata-se de um estudo descritivo, com abordagem qualitativa, realizado através da pesquisa bibliográfica e documental. Análises e resultados: os resultados são apresentados em duas categorias para caracterizar os desafios e possibilidades de implantação das RMS e seis subcategorias mostrando o que mais foi citado. Em relação aos desafios, foram citados nos documentos pesquisados: desorganização da rede de serviços, falta de qualificação dos profissionais de saúde, processo político pedagógico. Em relação às possibilidades: reorganização do processo de trabalho e mudança do modelo de atenção, organização da rede de serviços de saúde, desenvolvimento da educação permanente em saúde. Considerações finais: Para tanto a realização desta pesquisa foi mostrar quais são as vantagens e os desafios que os municípios brasileiros experimentaram na implantação das RMS, dar subsídios a gestores de saúde municipais, bem como promover e uma reflexão aos gestores do município de Santo Ângelo, RS. Ainda ajudar na divulgação e importância que a RMS tem de transformar a formação dos profissionais, inclusive proporcionar a continuidade de estudos e pesquisas sobre a RMS.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/76076
Arquivos Descrição Formato
000892993.pdf (1.558Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.