Repositório Digital

A- A A+

Avaliação da sensibilidade ambiental costeira e análise de risco socioambiental do litoral centronorte catarinense, com base na vulnerabilidade do ambiente às mudanças climáticas.

.

Avaliação da sensibilidade ambiental costeira e análise de risco socioambiental do litoral centronorte catarinense, com base na vulnerabilidade do ambiente às mudanças climáticas.

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação da sensibilidade ambiental costeira e análise de risco socioambiental do litoral centronorte catarinense, com base na vulnerabilidade do ambiente às mudanças climáticas.
Autor Scolaro, Thelma Luiza
Orientador Dillenburg, Sergio Rebello
Data 2013
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Geociências. Programa de Pós-Graduação em Geociências.
Assunto Riscos socioambientais
Santa Catarina
Vulnerabilidade costeira
[en] Coastal vulnerability
[en] ISAC
[en] Social environmental risk
Resumo O objetivo deste trabalho é contribuir para a compreensão da sensibilidade ambiental e risco socioambiental do setor costeiro centro-norte do Estado de Santa Catarina (de Biguaçu a Itapoá). Para atingir o objetivo proposto foi aplicada uma metodologia, adaptada do método Smartline proposto para a costa Australiana, denominada ISAC – Índice de Sensibilidade Ambiental Costeira, que se apresenta neste estudo dividida da seguinte forma: (a) análise das variáveis regionais de vulnerabilidade costeira da região centro-norte Catarinense; (b) avaliação de critérios como geologia, geomorfologia, clima, dinâmica marinha, topografia e socioeconomia da área de estudo; (c) classificação hierárquica frente a fatores de resistência e/ou função ecológica e posterior ponderação de acordo com a sensibilidade de cada critério a eventos extremos e a elevação do nível médio dos oceanos; (d) elaboração de mapas temáticos contendo informações da sensibilidade ambiental presente nas praias do litoral centro e norte de Santa Catarina para cenários de ondulação provenientes de Leste e Sudeste. O ISAC demonstrou que 39% da zona costeira, apresenta sensibilidade Alta para o cenário de ondulação proveniente de Leste, seguido pelos valores de 18% que apresenta sensibilidade Baixa, 17% com sensibilidade Muito Alta e 16% com sensibilidade Muito Baixa. Para o cenário de ondas provenientes de Sudeste, 41% da área de estudo apresenta Alta sensibilidade em seus segmentos costeiros, com valores menores na sequência, onde 20%, 15% e 13% da costa demonstraram sensibilidade Baixa, Muito Baixa e Muito Alta respectivamente. Com relação ao risco socioambiental costeiro, no cenário com ondulações de Leste, 51% da linha de costa apresenta risco Médio, 30% risco Alto e 18% risco Baixo e referente ao cenário de Sudeste 53%, 27% e 20% do segmento costeiro apresentam risco Médio, Alto e Baixo respectivamente. O ISAC e a Análise de Risco Socioambiental mostraram-se eficientes para uma avaliação regional do litoral centro-norte de Santa Catarina. Entretanto, salienta-se que para a realização de uma análise local, de maior detalhe, se faz necessário a obtenção de um volume maior de informações, a cerca dos critérios ou parâmetros ambientais, através de campanhas de campo.
Abstract The aim of this study is to contribute to the understanding of environmental sensitivity and Social Environmental risk for the central-north coastal sector of the Santa Catarina State (from Biguaçu to Itapoá). To achieve the proposed objective the ISAC - Coastal Environmental Sensitivity Index methodology was applied, adapted from the Smartline method proposed for the Australian coast. In this study the ISAC methodology is divided as follows: (a) regional variables analysis of coastal vulnerability for the central-north region of Santa Catarina; (b) assessment of the criteria such as geology, geomorphology, climate, marine dynamic, topography and social-economy of the study area; (c) hierarchical classification against resistance factors and/or ecological function and subsequent pondering according to the sensitivity of each criterion to extreme events and mean sea level rise; (d) development of thematic maps containing the environmental sensitivity information of the study area for two different wave scenarios, waves from the East and Southeast directions. The ISAC showed that 39% of the coastal area has High sensitivity for the East waves, followed by the values of 18% which has Low sensitivity, 17% with Very High and 16% with Very Low sensitivity. For the Southeast waves scenario, 41% of the study area has High sensitivity in the coastal sections, with lower values in the sequence, where 20%, 15% and 13% of the coast showed the sensitivity as Low, Very Low and Very High respectively. Regarding the social environmental coastal risk, for the East wave scenario, 51% of the coastline presents Medium risk, 30% High risk and 18% Low risk. For the Southeast waves scenario, 53%, 27% and 20% of the coastal segment has Medium, High and Low risk respectively. The ISAC and the Social Environmental Risk analysis were effective for a regional assessment of the central northern coast of Santa Catarina. However, it is noted that to perform a detailed local analysis is necessary to obtain a greater volume of information about the criteria or environmental parameters through field campaigns.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/76141
Arquivos Descrição Formato
000893094.pdf (44.26Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.