Repositório Digital

A- A A+

Intelectuais e exílios : confronto de resistências em revistas culturais Encontros com a Civilização Brasileira, Cuadernos de Marcha e Controversia (1978-1984)

.

Intelectuais e exílios : confronto de resistências em revistas culturais Encontros com a Civilização Brasileira, Cuadernos de Marcha e Controversia (1978-1984)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Intelectuais e exílios : confronto de resistências em revistas culturais Encontros com a Civilização Brasileira, Cuadernos de Marcha e Controversia (1978-1984)
Autor Couto, Cristiano Pinheiro de Paula
Orientador Wasserman, Claudia
Co-orientador Mudrovcic, María Eugenia
Data 2013
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em História.
Assunto América Latina
Controversia (Revista)
Cuadernos de Marcha (Revista)
Encontros com a Civilização Brasileira (Revista)
Exílio
História política
Intelectuais
Memória política
Repressão política
Resistência politica
Revistas culturais
Sociedade civil
[en] Cultural journals
[en] Exile
[en] Intellectuals
Resumo Atento ao impacto que o exílio provocou nas nervuras ideológicas e nas estratégias de resistência e de intervenção política e cultural da intelligentsia contestatária latinoamericana, busco analisar, comparativamente, no corpus textual de Encontos com a Civilização Brasileira (1978-1982), da segunda época dos Cuadernos de Marcha (1979- 1984) e de Controversia (1979-1981), alguns dos temas que inflamaram as polêmicas no interior do meio intelectual crítico da América Latina entre os anos de 1978 e de 1984, marcos de fundação e fechamento das revistas que conformam o objeto desta tese. Anos, no contexto latino-americano, de reajustes, de redefinições e de encruzilhadas, definidos pela transição de um ambiente sociocultural cerceado e conduzido por um Estado autoritário para uma circunstância em que se deveria constituir um Estado de Direito com novas relações, fundadas em “regras compartilhadas”, com a emergente sociedade civil. Anos em que se fragmentaram estratégias de resitência política e cultural, tornadas gradualmente mais tensionadas.
Abstract The second half of the Seventies was notoriously a time of acute political and cultural transformations not only in the international arena, but also in the context of Latin American transition to democracy. During the Seventies, many Latin American intellectuals were banished into exile. Through the analysis of three political and cultural journals, Encontros com a Civilização Brasileira (1978-1982), Cuadernos de Marcha in its second epoch (1979-1985) and Controversia (1979-1983), I develop the argument that the exile of a segment of the Latin American intelligentsia, within the context of the Cold War, in place of choke the democratic resistance off, directed the political ponderings of the contestatory intellectual field on a course of critical revision and reorganization of the political thought. The distinctive atmosphere of anxiety, bewilderment and agitation has favored, in specific circumstances, the accumulation of critical mass. I assume that the political and cultural journals had an indisputable significance within this context. Moreover, it played an important role, as structures of sociability, in the restoration of Latin American intellectual networks, coexisting with emerging tensions.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/76241
Arquivos Descrição Formato
000892587.pdf (15.30Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.