Repositório Digital

A- A A+

Relação entre o bem-estar subjetivo de pais e filhos adolescentes a partir de diferentes medidas de avaliação

.

Relação entre o bem-estar subjetivo de pais e filhos adolescentes a partir de diferentes medidas de avaliação

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Relação entre o bem-estar subjetivo de pais e filhos adolescentes a partir de diferentes medidas de avaliação
Autor Bedin, Lívia Maria
Orientador Castellá Sarriera, Jorge
Data 2013
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia. Programa de Pós-Graduação em Psicologia.
Assunto Adolescente
Bem-estar subjetivo
Construção do teste
Psicometria
Relação pais-filhos
[en] Adolescents
[en] APIM
[en] BMSLSS
[en] CAS
[en] Parent–child
[en] PWI
[en] Subjective well-being
[en] SWLS
Resumo Esta tese tem como objetivos verificar as propriedades psicométricas dos instrumentos de bem-estar: Personal Wellbeing Index (PWI), Satisfaction With Life Scale (SWLS), Brief Multidimensional Students’ Life Satisfaction Scale (BMSLSS) e Core Affects Scale (CAS); apresentar o bem-estar nos grupos de pais e filhos adolescentes; e verificar a relação entre o bem-estar subjetivo de pais e seus filhos adolescentes a partir de diferentes medidas de avaliação. Foram realizados três estudos, com 543 adolescentes com idades entre 12 e 16 anos (68,3% meninas) e seus respectivos pais, com idade média aproximada de 44 anos. Os resultados apontam que o PWI e as escalas SWLS, BMSLSS e CAS apresentam, no geral, bons índices de ajuste quando da realização da análise fatorial (exploratória e confirmatória) para a amostra de adolescentes e para a de pais. Verificam-se diferenças significativas entre as médias de diferentes domínios de bem-estar, sendo as médias mais altas para os adolescentes do que para os pais. Com relação às diferenças por sexo, para as medidas de bem-estar globais observa-se que tanto as meninas como as mães apresentam médias mais baixas do que os meninos e os pais. Não foram encontradas diferenças significativas por idade para os adolescentes e para os pais, apesar de haver uma diminuição nas médias de diversas medidas para os adolescentes com o aumento dos 12 aos 16 anos. Houve diferenças para classe social, sendo as médias de bem-estar mais baixas para os participantes de classe média baixa. Especificamente, há diferenças entre a interação de classe social e sexo, e as participantes do sexo feminino de classe média baixa apresentam as menores médias de bem-estar. Finalmente, a relação entre o bem-estar de pais e filhos foi analisada, chegando-se a 5 itens que apresentam correlação de 0,41 entre pais e filhos: a satisfação com a família, com o lugar onde vive, com as condições onde vive, com o nível de vida e com a segurança, formando uma dimensão denominada de satisfação com o microssistema. Os resultados para os modelos de interdependência ator-parceiro (APIM) apresentam efeitos significativos entre a satisfação e a felicidade global com a vida dos pais e o bem-estar dos filhos adolescentes, apesar de pequenos.
Abstract This thesis aims to examine the psychometric properties of the well-being instruments: Personal Wellbeing Index (PWI), Satisfaction With Life Scale (SWLS), Brief Multidimensional Students’ Life Satisfaction Scale (BMSLSS) and Core Affects Scale (CAS); to present the well-being in the groups of parents and children, and to verify the relation of the subjective well-being of parents and their adolescent children using different assessment measures. Three studies were conducted with 543 adolescents aged between 12 and 16 years (68.3% girls) and their respective parents with an average age of approximately 44 years. The main results show that the scales SWLS, PWI, BMSLSS and CAS have good overall fit indices when performing factor analysis (exploratory and confirmatory) for the sample of adolescents and parents. There are significant differences between the averages of different well-being domains and the averages are higher for teenagers than for parents mostly. With respect to gender differences, for some of the measures of well-being it is observed that girls as mothers present lower average than boys and parents. Considering age, in general there were no significant differences found for adolescents and parents, despite a decrease in the mean for several measures for adolescents when increasing age. There were differences in social class, and the means of well-being are lower for participants from lower middle class. Specifically, there are differences between the interaction of social class and gender, and female participants from lower middle class have lower average well-being. Finally, the relationship between the well-being of parents and children was analyzed, reaching up to 5 items that show a correlation of 0.41 between parents and children: satisfaction with family, where you live, with the conditions of where you live, with the standard of living and security, forming a dimension called satisfaction with the microsystem. The results for the actor-partner interdependence model (APIM) show significant effects between the overall satisfaction and happiness with life of parents and the well-being of adolescent children, though small.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/76519
Arquivos Descrição Formato
000894241.pdf (5.707Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.