Repositório Digital

A- A A+

Análise paleopalinológica de sedimentos do Quaternário Sul-Catarinense

.

Análise paleopalinológica de sedimentos do Quaternário Sul-Catarinense

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Análise paleopalinológica de sedimentos do Quaternário Sul-Catarinense
Autor Schneider, Priscilla Thaís Hablich
Orientador Souza, Paulo Alves de
Co-orientador Barboza, Eduardo Guimaraes
Data 2012
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Curso de Ciências Biológicas: Ênfase em Biologia Marinha e Costeira: Bacharelado.
Assunto Paleobotanica
Palinologia : Santa Catarina
Quaternário : Santa Catarina
[en] Palynology
[en] Quaternary
[en] The southern coast
Resumo O grau de preservação e a abundância dos palinomorfos registram informações locais e regionais relativas ao paleoambiente, permitindo a análise do comportamento da comunidade vegetal frente a modificações no ambiente, como oscilações no nível relativo do mar. Sendo assim, este trabalho visa o reconhecimento dos palinomorfos presentes no pacote sedimentar de dois testemunhos de sondagem coletados no litoral sul de Santa Catarina, a fim de investigar registros de regressões holocênicas. A área de estudo corresponde à porção norte da bacia sedimentar de Pelotas, sendo uma costa arenosa, aberta e dissipativa, onde estão presentes cordões litorâneos que permitem a formação de lagoas, entre elas a Lagoa do Sombrio. A coleta do material foi realizada no interior de uma mata paludial PCM-I (29°13’28.1” S - 49°40’54.5” W) e em depósito flúvio-lagunar PCM-II (29°17’43.2” S - 49°43’33.6” W), ambos próximos à margem leste da Lagoa do Sombrio. Os testemunhos foram coletados com aparelho Russian Peat Borer atingindo a profundidade 85 cm para PCM-I e 350 cm para PCM-II. O nível basal deste testemunho (PCM-II) foi datado pelo método radiocarbônico AMS (14C), apontando uma idade de 3.550 ± 30 anos AP, posicionando a amostra no Holoceno médio. Para recuperação do material palinológico, foi empregado o método tradicional no tratamento de rochas inconsolidadas aplicados aos sedimentos quaternários. O material foi incorporado à Palinoteca do Laboratório de Palinologia Marleni Marques Toigo (LPMM/IG/UFRGS). As identificações tornaram-se possíveis devido às comparações do material fóssil com seus equivalentes modernos disponíveis para consulta na palinoteca do mesmo laboratório, além de outras referências bibliográficas. Foram reconhecidos e descritos para ambos os testemunhos um total de 46 palinomorfos que representam diferentes hábitos e habitats, sendo: 6 fungos, 3 algas, 2 briófitos, 7 pteridófitos, 1 gimnosperma e 27 angiospermas (22 famílias). Fragmentos de animais, como mandíbulas e ovos de platelmintos também foram registrados nos dois testemunhos. Inicialmente foi detectada uma disparidade na abundância de material preservado entre os poços. Contudo, através de uma análise mais profunda percebe-se que a amostra PCM-I é correlacionável aos níveis mais superficiais de PCM-II. O estudo dos diagramas polínicos sugere uma divisão de PCM-II em três situações, sendo a terceira delas correlacionável a PCM-I. Por fim, não foram encontrados táxons que registrem influência marinha, o que, em conjunto com a idade radiocarbônica, demonstra que esta região estava no período de regressão marinha.
Abstract The degree of preservation and abundance of palynomorphs record information relating to local and regional paleoenvironment, allowing analysis of the behavior of the plant community in the face of changes in the environment, such as fluctuations in the relative level of the sea. Thus, this work aims at the recognition of palynomorphs present in sediments of two borehole collected in the Santa Catarina south coast, in order to investigate records of Holocene regression. The study area corresponds to the northern portion of the Pelotas sedimentary basin, with a sandy shore, open and dissipative, where there are beach ridges that allow the formation of lagoons, including the Lagoa do Sombrio. The collection of material was performed inside a forest paludial PCM-I (29 ° 13'28 .1 "S - 49 ° 40'54 .5" W) and deposited fluvial-lagoonal PCM-II (29 ° 17'43 .2 "S - 49 ° 43'33 .6 "W), both near Lagoa do Sombrio east bank. Cores were collected with appliance Russian Peat Borer reaching the depth of 85 cm for PCM-I and 350 cm for PCM-II. The basal level of the core (PCM-II) was dated by AMS radiocarbonic method (14C), indicating an age of 3550 ± 30 yr BP, placing the sample in the middle Holocene. For recovery of palynologyc material, the traditional method was used in the treatment of unconsolidated rocks applied to Quaternary sediments. The material was embodied to Laboratory of Palynology Marleni Marques Toigo Palinoteca (LPMM / IG / UFRGS). The identifications were made possible due to the comparisons of the fossil material with their modern equivalents available for consultation at the same laboratory, and other bibliography references. Were recognized and described for both cores a total of 46 palynomorphs representing different habits and habitats, as follows: 6 fungi, 3 algae, 2 bryophyta, 7 pteridophyta, a gymnosperm and 27 angiosperms (22 families). Fragments of animals such as platyhelminthes jaws and eggs were also recorded in the two cores. Initially detected a difference in the abundance of material preserved between the wells, however, by further analysis it can be seen in PCM-I levels are correlated superficial PCM-II. The study of pollen diagrams suggests a division of PCM-II in three situations, a third of them being correlated with the PCM-I. Finally, marine taxa were not found, which, together with age Radiocarbon shows that this region was the period of marine regression.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/76613
Arquivos Descrição Formato
000870370.pdf (3.807Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.