Repositório Digital

A- A A+

Concentração de sacarose no enraizamento in vitro de morangueiro

.

Concentração de sacarose no enraizamento in vitro de morangueiro

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Concentração de sacarose no enraizamento in vitro de morangueiro
Outro título Sucrose concentration on in vitro rooting of strawberry plants
Autor Calvete, Eunice Oliveira
Kampf, Atelene Normann
Suzin, Marilei
Resumo O morangueiro é uma espécie de propagação vegetativa, o que explica a disseminação de doenças, quando utiliza-se plantas infestadas. Uma forma de eliminar as viroses é através da cultura de meristemas. Uma das etapas mais delicadas do processo de micropropagação é a transferência das mudas para condições ex vitro. Para garantir sucesso durante a aclimatização, faz-se necessário otimizar todas as fases do cultivo. Entre essas, encontra-se a etapa de enraizamento. Esse trabalho foi realizado nos Laboratórios da UFRGS e da UPF com o objetivo de quantificar o efeito da concentração de sacarose no meio de cultivo in vitro, na fase de enraizamento. Mudas da cultivar Campinas foram selecionadas na etapa de multiplicação e repicadas para o meio básico “MS” (Murashige & Skoog) acrescido de 0,005 mg.L-1 de BAP (Benzinoaminopurina) e diferentes concentrações de sacarose (0; 15; 30; 45 e 60 g.L-1). O delineamento experimental foi o de blocos casualizados com nove repetições. Cada parcela constou de cinco plantas por frasco, perfazendo um total de 45 unidades amostrais. Nessa etapa foram avaliadas as massas fresca e seca das folhas e raízes (mg). A partir dessas foi calculado o conteúdo de água nos tecidos. Observou-se que na ausência de sacarose não houve desenvolvimento da raiz in vitro. Plantas produzidas na concentração de 45 g. L-1 de sacarose, apresentaram maior enraizamento. Dessa forma, mudas de morangueiro Campinas apresentaram baixa capacidade fotossintética, respondendo como plantas mixotróficas ou heterotróficas.
Abstract The vegetative propagation of strawberry plants allows dissemination of plant pathogens when infected plants are used. To avoid such pathogen transmission, especially viruses, plant merystem growing in vitro is usual. Transfer of micropropagated seedlings to ex vitro conditions, however, is a delicate process. Successful plant adaptation to ambient depends on optimum growing conditions including the rooting phase. This research was conducted at the Universidade Federal do Rio Grande do Sul and Universidade de Passo Fundo (Brazil). The effect of sucrose concentration was quantified in the culture medium over rooting of strawberry plants. Seedlings of cv. Campinas were selected during multiplication and transferred to an “MS” (Murashige & Skoog) basic medium amended with BAP (0.005 mg L-1) and different sucrose amounts (0; 15; 30; 45, and 60 g L-1). The experimental units were arranged according to a randomized block design with nine replicates, each replicate being a pot with five plants. The fresh and dry weight of leaves and roots were determined and used to calculate the content of water in plant tissues. While lack of sucrose resulted in no rooting, the concentration of 45 g L-1 provided the best root growth. Therefore, Campinas strawberry seedlings showed low photosynthetic capacity, behaving as mixotrophic or heterotrophic plants.
Contido em Horticultura brasileira. Brasília. Vol. 20, n. 2 (jun. 2002), p. 186-191
Assunto Biomassa
Enraizamento
In vitro
Micropropagação
Morango : Pratica cultural
[en] Biomass
[en] Fragaria X ananassa Duch
[en] Micropropagation
[en] Sucrose
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/76620
Arquivos Descrição Formato
000325136.pdf (509.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.