Repositório Digital

A- A A+

Contrarreferência de usuários de um serviço de urgência para estratégias de saúde da família de Porto Alegre

.

Contrarreferência de usuários de um serviço de urgência para estratégias de saúde da família de Porto Alegre

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Contrarreferência de usuários de um serviço de urgência para estratégias de saúde da família de Porto Alegre
Outro título Counter-reference of users of an emergency department for primary care services in Porto Alegre
Outro título En contra referencia de los usuarios de atención de emergencia a los servicios de atención primaria en Porto Alegre
Autor Day, Carolina Baltar
Orientador Witt, Regina Rigatto
Data 2013
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem.
Assunto Atenção primária à saúde
Saúde da família
Serviço hospitalar de emergência
Serviços de saúde
Sistema Único de Saúde.
[en] Health services
[en] Hospital emergency services
[en] Primary health care
[es] Atención primaria de salud
[es] Servicios de salud
[es] Servicios de urgencia en hospital
Resumo O estudo teve como objetivo geral analisar um mecanismo de contrarreferência implantado entre o serviço de emergência (SE) de um hospital universitário e as Estratégias de Saúde da Família (ESFs) de uma gerência distrital do município de Porto Alegre. Trata-se de uma pesquisa descritiva exploratória de caráter qualitativo. Os dados foram coletados a partir de entrevistas semidirigidas com 14 profissionais que se envolveram no mecanismo proposto. Destes, metade pertencia ao SE e a outra metade às ESFs. Para tratamento dos resultados foi utilizada a técnica de análise temática. Foram estabelecidas cinco categorias: “Uma reorganização para podermos manter o sistema de saúde funcionando”- a organização dos serviços para operacionalizar a contrarreferência; “A base de tudo é a comunicação e nós podemos estar aprimorando isso” - a comunicação no processo de contrarreferência; “Somar os conhecimentos, trocar experiências e decidir conjuntamente” - a organização do trabalho e o estabelecimento das relações profissionais; “Ver que tem uma rede que se pode estar integrando com o atendimento” - a integração entre os serviços de saúde; “Saber o que aconteceu é valorizar o usuário” - continuidade da atenção como desfecho da contrarreferência. Os resultados evidenciaram que os profissionais realizaram a contrarreferência como previsto no projeto proposto. O SE envolveu diretamente os residentes da Residência Integrada Multiprofissional em Saúde, exigindo a reorganização de suas atividades diárias. Já na ESF, foram envolvidos os trabalhadores do serviço, o que gerou uma priorização dos casos contrarreferenciados. Os profissionais enfrentaram dificuldades como a falta de estrutura física e material nas ESF, a desatualização do cadastro de endereço dos usuários, e também as lacunas de cobertura das ESFs. Houve complementaridade na troca de informações e também entre a comunicação falada e escrita. A discussão em equipe e avaliação dos casos em duplas favoreceu a integralidade no desenvolvimento destas ações na SE. Na ESF, as demandas da contrarreferência que já constituíam atividades programadas e suas relações mantiveram-se baseadas no trabalho em equipe. Os resultados evidenciaram que os profissionais percebem a contrarreferência como uma forma de integração, que permite conhecer o funcionamento de outros serviços e oportunizar a continuidade da atenção. Para eles, esta assistência contínua pode contribuir para redução da superlotação das emergências e gera desafios a serem vencidos como a baixa credibilidade nos serviços de atenção primária e também o fortalecimento do vínculo com os usuários. Conclui-se que este é um mecanismo que apresenta potencialidade para ser ampliado e que gera benefícios para ambos os serviços, e principalmente para os usuários, pois permite a integração de informações para oferecer adequada assistência em qualquer ponto da rede de atenção.
Abstract The study aimed to analyze a counter-mechanism deployed between the emergency department (SE) of a university hospital and Strategies for Family Health (ESFs) of a district in Porto Alegre. This is a descriptive, exploratory and qualitative research. Data were collected through semi-structured interviews with 14 professionals who were involved in the proposed mechanism. Of these, half belonged SE and the other half to ESFs. For treatment of the results we used the technique of thematic analysis. We found five categories: "A reorganization in order to keep the health system functioning" - a service organization to operationalize the counter-reference; "The basis of everything is communication and we may be tweaking it" - communication in the process of counter-reference; "Adding the knowledge, exchange experiences and decide together" - the organization of work and the establishment of relations professionals, "See that you have a network that can be integrated with the service" - the integration of health services, "Knowing what enhance the user's happened "- continuity of care as the counter- reference outcome. The results showed that the professionals conducted counter- reference as provided in the proposed project. The SE directly involved residents of the Residence Integrated Multidisciplinary Health, requiring the reorganization of their daily activities. In the ESF, were involved service workers, which did not require reorganization, but generated a prioritization of the cases. The professionals have faced difficulties such as lack of physical structure and material in the ESF, the downgrade of the register address of the users, and also the gaps in coverage of ESFs. There complementarity in information exchange and also between the spoken and written communication. The team discussion and review of cases in doubles, completeness favored the development of these actions. In the ESF, the demands of counter-reference already constituted activities were developed in this service, so there was no need to reorganize their work and their relations remained based on teamwork. The results showed that professionals perceive as a form of counter-integration, which allows to know the functioning of other services and nurture the continuity of care. For them, this continued assistance can contribute to reducing overcrowding emergencies and generates challenges to be overcome as the low credibility in primary care services and also strengthen the bond with users. We conclude that this is a mechanism that has the potential to be expanded and that generates benefits for both services, especially for users as it allows the integration of information to provide appropriate assistance anywhere in the network of care.
Resumen El objetivo del estudio fue analizar un mecanismo de contra referencia entre el departamento de emergencia (SE) de un hospital universitario y Estrategias para la Salud de la Familia (ESF) de un distrito de administración de la ciudad de Porto Alegre. Se trata de un salto cualitativo exploratorio descriptivo. Los datos fueron recolectados a través de entrevistas semi-estructuradas con 14 profesionales que participan en el mecanismo propuesto. De éstos, el medio pertenecía SE y la otra mitad a ESFs. Para el tratamiento de los resultados se utilizó la técnica de análisis temático. Se encontraron cinco categorías: "Una reorganización con el fin de mantener el funcionamiento del sistema de salud" - una organización de servicios para poner en práctica la contra referencia, "La base de todo es la comunicación y podemos estar retocando él" - comunicación en el proceso; "La adición del conocimiento, intercambiar experiencias y decidir juntos" - la organización del trabajo y el establecimiento de relaciones profesionales, "Mira que tiene una red que puede ser integrado con el servicio" - la integración de los servicios de salud "Sé lo que pasó es mejorar el usuario” - la continuidad de la atención como lo desenlace del contra referencia. Los resultados mostraron que los profesionales llevado a cabo la contra referencia según lo previsto en el proyecto propuesto. El SE directamente involucrados residentes de la Residencia Multidisciplinaria de Salud Integral, que requiere la reorganización de sus actividades diarias. En el FSE, participaron trabajadores de los servicios, los cuales no requieren de una reorganización, pero generó una priorización de casos. Los profesionales se han enfrentado a dificultades como la falta de estructura física y material del FSE, la rebaja de la dirección del registro de los usuarios, así como las lagunas en la cobertura de ESF, lo que resulta en pacientes no presentados. Hay complementariedad en el intercambio de información y también entre la comunicación oral y escrita. La organización del trabajo y las relaciones que se establecen inicialmente en el sudeste mostraron fragmentación debido a la división de tareas. La discusión en equipo y la revisión de los casos en dobles, integridad favorecido el desarrollo de estas acciones. En el FSE, las demandas de la contrarrevolución ya constituida actividades se desarrollaron en este servicio, por lo que no había necesidad de reorganizar y su trabajo y sus relaciones se mantuvieron basa en el trabajo en equipo. Los resultados mostraron que los profesionales perciben como una forma de lucha contra la integración, que permite conocer el funcionamiento de otros servicios y fomentar la continuidad de la atención. Para ellos, esta asistencia continua puede contribuir a reducir el hacinamiento y las emergencias genera desafíos que hay que superar como la baja credibilidad en los servicios de atención primaria y también fortalecer el vínculo con los usuarios. Se concluye que este es un mecanismo que tiene el potencial de ser ampliado y que genera beneficios tanto para los servicios, especialmente para los usuarios, ya que permite la integración de la información para proporcionar asistencia adecuada en cualquier lugar de la red de atención.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/76779
Arquivos Descrição Formato
000894790.pdf (2.571Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.