Repositório Digital

A- A A+

Um carro a menos : a contra-hegemonia e a resistência ao consumo

.

Um carro a menos : a contra-hegemonia e a resistência ao consumo

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Um carro a menos : a contra-hegemonia e a resistência ao consumo
Autor Dalpian, Paulo Roberto Chaves
Orientador Rossi, Carlos Alberto Vargas
Data 2013
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Programa de Pós-Graduação em Administração.
Assunto Comportamento do consumidor
Consumo consciente
Marketing
[en] Community
[en] Consumer behavior
[en] Consumer resistance
[en] Counter-hegemony
[en] Marketing
Resumo Estudos sobre diferentes comunidades e suas resistências ao consumo mostram a crescente onda de opções alternativas de estilo de vida, opostas ao esfacelamento das comunidades no ambiente de mercado – e seu subsequente restabelecimento em contextos de eventos e grupos com interesses especiais. Este estudo buscou compreender a atividade contra-hegemônica e sua ligação com resistência ao consumo na cidade de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil no evento Massa Crítica, contexto que se caracteriza por pregar valores contrários à cultura vigente de consumo, uma maior ligação com a comunidade e sustentabilidade. O estudo utilizou três técnicas diferentes para coleta de dados para que a captura do fenômeno fosse mais ampla e cobrisse os possíveis desdobramentos para os consumidores locais do contexto pesquisado. Tomadas fotográficas ajudaram a transpor as barreiras do texto e evidenciar mais detalhes do andamento do evento (Massa Crítica) e de contextos altamente relacionados. Observações de campo buscaram detalhes de ativismo, atividade contrahegemônica e resistência ao consumo nas relações dos indivíduos entre si mesmos e com transeuntes, motoristas e habitantes dos bairros que não puderam evidenciarse diretamente com os sujeitos de pesquisa. Entrevistas em profundidade, por sua vez, buscaram categorias culturais emergentes nos indivíduos participantes, suas opiniões, narrativas e sentidos que explicam - e são explicados por - suas opções e orientações de vida, consumo e ativismo. Encontrou-se uma convergência (com aspectos similares e diferentes em diferentes indivíduos) intrínseca entre a atividade contra-hegemônica e resistência ao consumo nos entrevistados, resolvida através do posicionamento de “nós” (com práticas positivas) e “eles” (com práticas negativas). Também foram identificadas motivações distintas que atraíram os entrevistados e participantes para o evento, consideradas “fracas” e “fortes” pelos participantes. Entre alguns pontos relevantes dos achados estão a necessidade de engajamento para a aceitação, pelo grupo, de conceitos e termos de marketing; a indicação de que o não-uso, o não-consumo e a não-posse podem, também, ajudar um indivíduo a se expressar perante o grupo a que se sente pertencente e à sociedade; e o capital social intrínseco às bicicletas entre os participantes do movimento.
Abstract Studies regarding different communities and the consumer resistance phenomena within bring out the growing wave of alternative lifestyle options, opposed to the communities' crumbling context in the market environment - and its subsequent reestablishment in event and groups' context. This study aims at understanding the counter-hegemonic activity and its connection to consumer resistance in the city of Porto Alegre, at the Critical Mass event, a context characterized by the dissemination of values opposed to the mainstream consumer culture, a greater community sense, and sustainability. Three different techniques were used in order to collect data, to broaden the phenomenon comprehension and cover some possible results for consumers in the local field. The use of photographs helped to transpose text barriers and bring out details of the event's development - as well as highly related fields. Field observation was used in order to seek out details of activism, counter-hegemonic activity, and consumer resistance in the individuals' relationships (among themselves and drivers, motorists, and passers-by) that could not be seen directly from the research subjects. In-depth interviews, by its turn, helped in the process of bringing out categories with the participant individuals - their opinions, narratives and senses that explain - and are explained by - their lives' options and orientations, consumption, and activism. An Intrinsic convergence was found (with similar or differing aspects, depending on each individual) between counter-hegemony and consumer resistance in the interviewees, resolved through the "us" (positive practices) versus "them" (negative practices) positioning. Some distinctive motivations attracting the individuals to the movement were also identified, within the interview subjects, regarded as "weak" or "strong" by participants. Some relevant findings that can be shown: the "engagement for acceptance within the group" regarding participation initiatives; the indication that non-use, non-possession, and non-consumption can, also, help an individual to express itself among its peer group and society as a whole; and the intrinsic bicycle social capital between the event participants.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/76842
Arquivos Descrição Formato
000893735.pdf (2.395Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.