Repositório Digital

A- A A+

Fatores de risco associados ao desempenho reprodutivo da fêmea suína

.

Fatores de risco associados ao desempenho reprodutivo da fêmea suína

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Fatores de risco associados ao desempenho reprodutivo da fêmea suína
Outro título Risk factors associated with the reproductive performance in sows
Autor Amaral, Anselmo F.
Mores, Nelson
Barioni Junior, W.
Wentz, Ivo
Bortolozzo, Fernando Pandolfo
Sobestiansky, Jurij
Dalla Costa, Osmar A.
Resumo Durante um ano foi realizado um estudo epidemiológico em 10 sistemas de produção de suínos (produtores de leitões ou ciclo completo), com o objetivo de investigar os fatores de risco que melhor explicam as variações na produtividade da fêmea suína. Foi aplicado um questionário para obtenção de informações relacionadas a genética, sanidade, nutrição, instalações e manejo. As respostas envolveram 271 fêmeas. Elas foram submetidas a procedimentos estatísticos de análise descritiva, análise de correspondência múltipla e classificação hierárquica ascendente das fêmeas. Dessas, 236 (87,1%) pariram em média 11,4±2,8 leitões, 31 (11,4%) apresentaram retorno ao estro, 3 (1,1%) abortaram e 1 (0,4%) apresentou falsa gestação. As variáveis explicativas que melhor discriminaram as fêmeas quanto ao número total de leitões nascidos (variável objetiva) foram: antecedentes reprodutivos, infecção urinária, temperatura retal no dia da cobrição e até quatro dias após, tempo de cobrição, método de cobrição e soroconversão para parvovírus. Os resultados sugerem que é possível melhorar o desempenho reprodutivo dos rebanhos suínos pela identificação e correção dos fatores de risco identificados neste estudo.
Abstract An epidemiological study was performed with risk factors associated to the reproductive performance of the swine female. The objective was to identify risk factors with higher impact over the production. Ten piglet producers or complete rearing farms were surveyed for data collection on genetic, feeding, sanitary status, facilities and management practices of a total of 271 females. Descriptive analysis, multiple correspondence analysis and hierarchic ascending classification of the females were performed. The results showed that 236 (87.1%) sows had an average of 11.4±2.8 piglets per pregnancy, while 31 (11.4%) returned to oestrus, 3 (1.1%) presented abortions and 1 (0.4%) showed false pregnancy. The variables presenting better ranking of the sows, according to the litter size, were previous reproductive history, presence of urinary infections, rectal temperature at the day of mating and at four subsequent days, length of mating, method of fertilization and seropositivity for porcine parvovirus. The results suggest that an improvement on reproductive performance is possible by identification followed by correction of the risk factors of higher impact.
Contido em Arquivo brasileiro de medicina veterinária e zootecnia= Brazilian journal of veterinary and animal sciences. Vol. 52, n. 5 (out. 2000), p. 479-486
Assunto Reprodução animal : Suínos
[en] Litter size
[en] Reproduction
[en] Risk factors
[en] Survey
[en] Swine
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/76959
Arquivos Descrição Formato
000296508.pdf (232.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.