Repositório Digital

A- A A+

Infecção por Salmonella enterica em suínos criados em um sistema integrado de produção do sul do Brasil

.

Infecção por Salmonella enterica em suínos criados em um sistema integrado de produção do sul do Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Infecção por Salmonella enterica em suínos criados em um sistema integrado de produção do sul do Brasil
Outro título Salmonella infection in pigs raised in a multiple-site swine production system from southern Brazil
Autor Silva, Leonardo Leiria de Moura da
Gotardi, Carina
Vizzoto, Remídio
Kich, Jalusa Deon
Cardoso, Marisa Ribeiro de Itapema
Resumo Avaliou-se a difusão da infecção em um rebanho com prévio isolamento de Salmonella sp, em que leitões, individualmente identificados, foram amostrados para excreção fecal de Salmonella sp e sorologia do nascimento ao abate. Da mesma forma, amostras de ração e suabes do ambiente foram coletados durante o estudo para pesquisa de Salmonella sp A pesquisa de anticorpos foi realizada pela utilização de ELISA-LPS de Salmonella Typhimurium. Os leitões foram negativos na análise bacteriológica e na sorologia até a fase de creche, tornando-se positivos para Salmonella sp no início da terminação. Nessa amostragem, 28,6% dos animais foram soropositivos e 75% estavam excretando Salmonella sp nas fezes. Ao abate, a percentagem de animais soropositivos (76,9%) aumentou, enquanto o isolamento de Salmonella sp ocorreu em 19,2% dos suínos. Foi isolada Salmonella sp de duas das 26 amostras de ração. A contaminação do ambiente da terminação ocorreu apenas após o alojamento dos animais. Concluiu-se que a terminação foi o ponto crítico de contaminação desse lote, sendo a ração uma fonte de contaminação.
Abstract Salmonella diffusion in a swine production system, previously identified as Salmonella–positive, was evaluated. A cohort of pigs was followed from farrowing to slaughtering. Samples of feces, intestinal content, mesenteric lymph nodes and blood were taken from the animals throughout the study. In addition, feed samples and environmental swabs were done for the isolation of Salmonella sp. Serum was submitted to a Salmonella Typhimurium LPS-ELISA. Piglets were negative in bacteriological and serological tests until the nursery phase, but became Salmonella positive in the early finishing. On this phase, 28.6% of finishers were seropositive and 75% were shedding Salmonella in feces. At slaughtering, the seropositivity (76.9%) was higher than in the early finishing, but Salmonella was isolated only from 19.2% of the sampled pigs. Two out of 26 feed samples were Salmonella positive. Contamination of the finishing site environment was detected only when the animals were housed. It was concluded that the termination phase was critical for the contamination of this cohort of pigs, being the feed a source of contamination.
Contido em Arquivo brasileiro de medicina veterinária e zootecnia= Brazilian journal of veterinary and animal sciences. Vol. 58, n.4 (ago. 2006), p.455-461
Assunto Suínos : Salmonella sp. : Fezes
[en] ELISA
[en] Longitudinal study
[en] Salmonella
[en] Swine
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/76978
Arquivos Descrição Formato
000577135.pdf (172.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.