Repositório Digital

A- A A+

Eficácia antitussígena de duas formulações fitoterápicas

.

Eficácia antitussígena de duas formulações fitoterápicas

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Eficácia antitussígena de duas formulações fitoterápicas
Outro título Antitussive efficacy of two phytotherapics formulations
Autor Mello, Fernanda Bastos de
Mello, Joao Roberto Braga de
Resumo Avaliaram-se os efeitos antitussígenos-expectorantes de duas formulações fitoterápicas utilizando-se três modelos biológicos diferentes. Foram utilizados ratos Wistar no modelo da secreção das vias aéreas, cobaias no modelo de tosse induzido por ácido cítrico e codornas japonesas na determinação da velocidade de transporte mucociliar. Os animais foram distribuídos em grupos e tratados por via oral com as formulações, com doses equivalentes a 10 vezes a terapêutica recomendada, 9ml.kg-1. O grupo-controle negativo de cada espécie foi tratado com solução fisiológica, 10ml.kg-1. O grupo-controle positivo no modelo de tosse induzida pelo ácido cítrico foi tratado com morfina, 1mg.kg-1, por via subcutânea. No modelo em que foram utilizados ratos e codornas, o grupo-controle positivo recebeu erdosteína por via oral, 600mg.kg-1. Os resultados mostraram que as duas formulações fitoterápicas foram eficazes no reflexo da tosse em cobaias, causando 36,4% e 27,3%, respectivamente, de redução. Nos modelos de secreção das vias aéreas e determinação da velocidade de transporte mucociliar, ambas as formulações não apresentaram eficácia significativa.
Abstract The antitussive-expectorant effects of two phytotherapic formulations available in the Brazilian market were evaluated using three different biological models. Each phytotherapic formulation, with different composition, had the same batch number and fabrication date. The trade names of the phytotherapics were: Gripalplus Solução® and Melagrião®. Wistar rats were used in the airway secretion model, guinea pigs in the citric acidinduced cough model and japanese quails in the mucociliary transport rate determination. The animals (one group/formulation) were divided in the two phytotherapic groups and orally treated with the equivalent to ten told the therapeutic recommended dose, which was 9ml.kg-1. Animals of negative control group of each specie were orally treated with 10ml.kg-1 of saline. Positive guinea-pigs citric acid-induced cough model was subcutaneously treated with 1mg.kg-1 of morphine. In the rats airway secretion model and japanese quails mucociliary transport rate, a positive control orally received 600mg.kg-1 of erdosteine. The results showed that both phytotherapic formulations were able to inhibit the guinea pig cough reflex induced by citric acid, being 36.4% of reduction in the Gripalplus Solução® group and 27.3% in the Melagrião® group. The rats airway secretion and the mucociliary transport rate were not significantly affected by the two phytotherapic formulations.
Contido em Arquivo brasileiro de medicina veterinária e zootecnia= Brazilian journal of veterinary and animal sciences. Belo Horizonte, MG. Vol. 59, n. 3 (Jun. 2007), p. 705-710
Assunto Antitussígenos
Fitoterápicos
[en] Antitussive
[en] Expectorant
[en] Gripalplus Solução®
[en] Melagrião®
[en] Phytotherapy
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/76983
Arquivos Descrição Formato
000630046.pdf (187.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.