Repositório Digital

A- A A+

Medicamentos não selecionados em hospital escola : descrição do uso em crianças

.

Medicamentos não selecionados em hospital escola : descrição do uso em crianças

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Medicamentos não selecionados em hospital escola : descrição do uso em crianças
Autor Tramontina, Mariana Younes
Orientador Heineck, Isabela
Co-orientador Santos, Luciana dos
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Farmácia. Curso de Farmácia.
Assunto Pediatria
Reacoes adversas : Medicamentos
Uso off label de medicamentos
[en] Adverse drug reactions
[en] Non-selected drugs
[en] Off-label
[en] Pediatrics
[en] Unlicensed
Resumo Objetivos: Verificar o perfil de prescrição de medicamentos não pertencentes à seleção de um hospital, destinados aos pacientes pediátricos e identificar reações adversas (RAM) e interações medicamentosas envolvendo esses medicamentos. Método: Estudo exploratório prospectivo. Os medicamentos não selecionados (MNS) foram categorizados em aprovados, off-label e não aprovados. Realizou-se diariamente busca ativa de RAM por meio da leitura de prontuários eletrônicos e checou-se a prescrição para a detecção de possíveis interações medicamentosas através da base de dados Micromedex®. Resultados: Acompanhou-se 109 pacientes em uso de MNS, os quais corresponderam a 13,4% dos medicamentos prescritos. Classificou-se 54% como aprovados, 12,2% como off-label e 33,8% como não aprovados; 5,3% representavam potencial de interação. Cinco pacientes apresentaram sintomas que sugeriram ser RAM. Conclusão: É freqüente a prescrição de MNS não aprovados na instituição. O principal motivo para essa classificação é a falta de evidências científicas de segurança e de eficácia em crianças. RAM foram relacionadas com o uso desses medicamentos, portanto a atuação da Comissão de Farmácia e Terapêutica na seleção e acompanhamento do uso dos MNS é importante para a segurança dos pacientes.
Abstract Objectives: To check the profile of non-selected drugs by the hospital prescribed for pediatric patients and to identify adverse drug reactions (ADR) and drug interactions involving these drugs. Methods: Exploratory prospective study. The non-selected drugs (NSD) were categorized in licensed, off-label and unlicensed. Patients were daily monitored in order to identify ADR by reading electronic medical records and checked the medical order for the detection of possible drug interactions through the database Micromedex ®. Results: The study followed 109 patients using NSD. These were 13,4% of prescribed drugs. Among NSD, 54,0% were classified as licensed, 12,2% as off-label and 33,8% as unlicensed; 5,3% represented a potential interaction. Five patients had symptoms that suggested being ADR. Conclusion: It’s common to prescribe unlicensed NSD. The main reason for this classification is the lack of scientific evidence of safety and efficacy in children. ADRs were related to the use of these drugs, so the performance of the Pharmacy and Therapeutics Committee in selecting and monitoring the use of the NSD is important for patient safety.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/76990
Arquivos Descrição Formato
000823516.pdf (286.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.