Repositório Digital

A- A A+

Avaliação do efeito neuroprotetor de nanocápsulas contendo indometacina em modelos da doença de Alzheimer

.

Avaliação do efeito neuroprotetor de nanocápsulas contendo indometacina em modelos da doença de Alzheimer

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação do efeito neuroprotetor de nanocápsulas contendo indometacina em modelos da doença de Alzheimer
Autor Meneghetti, André Bevilacqua
Orientador Salbego, Christianne Gazzana
Co-orientador Frozza, Rudimar Luiz
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Farmácia. Curso de Farmácia.
Assunto Doença de Alzheimer
Indometacina
Nanocapsulas
Resumo A presença da neuroinflamação crônica é relatada no cérebro de pacientes que apresentam a Doença de Alzheimer (DA), evidenciada pela ativação glial, desempenhando um papel central na neurotoxicidade desencadeada pelo β-amilóide. Considerando que a biodisponibilidade da indometacina é limitada, sistemas nanoparticulados representam uma alternativa promissora para melhorar a biodisponibilidade cerebral. O presente estudo avaliou o potencial efeito neuroprotetor da indometacina nanoencapsulada (IndOH-NC) em modelos in vitro e in vivo da DA. Culturas organotípicas de hipocampo de ratos foram expostas a 2μM do Aβ1-42 por 48h com ou sem tratamentos de 50 ou 100μM de IndOH-NC. Nossos resultados mostraram que o Aβ causou intenso dano celular e que tratamento com 50 ou 100μM de IndOH-NC reduziu a morte celular, reduziu significativamente a ativação da JNK e o imunoconteúdo da GFAP, além de diminuir a liberação da IL-6 no meio de cultivo. Adicionalmente, 2nmol de Aβ1-42 foram injetados bilateralmente no ventrículo de ratos Wistar machos tratados com Indometacina (IndOH) ou IndOH-NC (1 mg/Kg/dia/14 dias). O déficit de memória induzido pelo Aβ foi significativamente reduzido apenas pelo tratamento com IndOH-NC, o que pode ser explicado pelo aumento na biodisponibilidade cerebral proporcionado pelas nanocápsulas quando comparado ao tratamento com IndOH. Além disso, houve diminuição da reatividade da IB4 e do imunoconteúdo da GFAP. Os resultados apresentados neste trabalho demonstram que a redução da neuroinflamação está envolvida no efeito neuroprotetor da indometacina nanoencapsulada. Embora a indometacina não seja comumente utilizada na terapia da DA, nossos resultados sugerem que este fármaco, quando nanoencapsulado, poderia ser um potencial candidato para o tratamento desta patologia.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/77012
Arquivos Descrição Formato
000823502.pdf (661.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.