Repositório Digital

A- A A+

Estabelecimento de Pyrenophora chaetomioides em cariopses de aveia branca em condições de campo

.

Estabelecimento de Pyrenophora chaetomioides em cariopses de aveia branca em condições de campo

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Estabelecimento de Pyrenophora chaetomioides em cariopses de aveia branca em condições de campo
Outro título Establishment of Pyricularia chaetomioides in white barley caryopsis under field conditions
Autor Rosa, Carlos Renato Echeveste da
Martinelli, Jose Antonio
Federizzi, Luiz Carlos
Bocchese, Carla Azambuja Centeno
Resumo A mancha foliar e do grão da aveia (Avena sativa), denominada “helmintosporiose da aveia”, causada pelo fungo Pyrenophora chaetomioides é uma doença de importância para o Brasil. Com o objetivo de identificar em que fase do desenvolvimento as cariopses de aveia branca apresentam-se mais suscetíveis à infecção por P. chaetomioides, foram conduzidos três experimentos de campo. Panículas de plantas de aveia foram expostas ao inóculo por períodos determinados de tempo desde a sua emergência. Através da utilização de sacos confeccionados com papel celofane, foram aplicados tratamentos que consistiam na proteção ou na exposição das panículas durante o desenvolvimento das cariopses. No final do ciclo, as panículas foram colhidas individualmente e a porcentagem de cariopses infetadas foi determinada através de plaqueamento em meio de cultura. As cariopses em formação, expostas ao inóculo durante os estágios de grão leitoso e massa mole, apresentaram as maiores incidências do patógeno. A temperatura e o nível de precipitação não influenciaram a porcentagem de cariopses infetadas pelo patógeno, no entanto, temperaturas altas, precipitação elevada e a ocorrência de outras moléstias, anteciparam a senescência das folhas basais, favorecendo a produção de inóculo pelo patógeno.
Abstract Oat (Avena sativa) is one of the most important crops in South Brazil. As acreage increases, particularly in the no-till system, some diseases became more significant. In order to identify which growth stage of the kernel is more susceptible to the establishment of the fungus Pyrenophora chaetomioides, three experiments were conducted under field conditions. Oat panicles were exposed to natural inoculum during specific periods of time from their extrusion. To protect the panicles from the inoculum, cellophane bags were used to cover them. At the end of the cycle the panicles were individually harvested and the percentage of infected kernels was calculated after plating them in an artificial medium. The kernels exposed to the inoculum during the milk and dough stages showed the highest percentages of infection. Temperature and precipitation did not contribute to the infection, although high temperature and precipitation along with occurrence of other diseases anticipated the senescence of basal leaves, favoring the inoculum production.
Contido em Fitopatologia brasileira. Brasília. Vol. 28, n. 4 (jul./ago. 2003), p. 442-445
Assunto Aveia branca
Mancha do grão
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/77119
Arquivos Descrição Formato
000390898.pdf (94.78Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.