Repositório Digital

A- A A+

Formação política na universidade : possibilidades a partir de (con)vivências na extensão/UFRGS

.

Formação política na universidade : possibilidades a partir de (con)vivências na extensão/UFRGS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Formação política na universidade : possibilidades a partir de (con)vivências na extensão/UFRGS
Autor Zirger, Juliana
Orientador Genro, Maria Elly Herz
Data 2013
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Extensão
Formação política
Universidade
[en] Extension
[en] Political education
[en] University
Resumo Essa pesquisa busca refletir e analisar as possíveis contribuições da extensão para a formação política na universidade. Em um contexto marcado pelo esquecimento da política devido à debilidade dos valores coletivos e exacerbação dos princípios de mercado, faz-se necessário revigorar a credibilidade e a esperança em relação ao político. Para tanto, é imprescindível constituir um espaço público mais vibrante, onde ecoem valores e interesses coletivos advindos de múltiplas vozes que tecem o social. A universidade está sendo pensada a partir da perspectiva de instituição social e, portanto, como espaço no qual circulam demandas e tensões de toda a ordem, constituindo exigências plurais. A partir do recorte da extensão universitária, busca-se compreender de que forma a referida atividade pode contribuir para uma formação mais humana e política no espaço acadêmico, fortalecendo a universidade enquanto um espaço público mais latente. Em caráter qualitativo, lança-se mão de um estudo de caso sobre o Programa Convivências/UFRGS, edição 2011. A partir da realização de entrevistas semi-estruturadas com estudantes participantes do Convivências, objetiva-se conhecer as experiências vividas, bem como as concepções e significados construídos pelos estudantes sobre extensão e as relações desta com a formação acadêmica, política e contribuições à sociedade. O suporte teórico-conceitual encontra-se em Hannah Arendt (para pensar a política e o espaço público), José Dias Sobrinho (para refletir sobre a formação) e Boaventura Santos (para conjecturar sobre a universidade). Os resultados elucidam tensionamentos em relação às concepções de extensão e sobre as suas contribuições sociais. Mas os dados também trazem indícios que permitem pensar uma aproximação da extensão com a formação política na universidade, bem como a qualificação da formação acadêmica a partir das relações entre teoria e prática e do contato com realidades diversas. Dessa forma, a extensão - apesar dos desencontros de definições e dos tensionamentos em relação a sua atuação social, constitui uma experiência potencializadora da formação na universidade a partir do reconhecimento dos saberes plurais. Entretanto, há muito para se avançar na discussão sobre os saberes em extensão e esta pesquisa constitui apenas um passo entre muitos ainda necessários nessa complexa caminhada.
Abstract This research aims to analyse and envisage the possible contributions of the extension program for the political education into the university. In a context marked by the obliteration of political understanding due to the feebleness of collective values and exacerbation of the free-market principles, it becomes necessary to renew the credibility and hope for the future. For this, it is indispensable to constitute a more vibrant public space, where common values and interests reverberate in multiple voices who weaves the social. The university has been thought from the perspective of social institution, and therefore as a space where tensions and demands of all magnitude flow, becoming collective appeals. From this patchwork of university extension, one aims to understand how the referred activity can contribute to a more human and political development in the academic universe, strengthening the university as public space. In a qualitative manner, the 2011 edition of the “Convivências/UFRGS” program is used. From semi-structured interviews conducted with students who participate of the “Convivências” program, the intent was to understand the acquired experiences, as well as concepts and context built by the students about the extension and its relationship with the political and academic development, as well as social contribution. The theoretical-conceptual support is based on Hannah Arendt (to perceive politics and the public space), José Dias Sobrinho (understanding development) and Boaventura Santos (to speculate about the university). The results clarify the exertion in relation to the concept of extension and its social contributions. The data also brings clues that indicate proximity of extension and political development in the university, as well as the capability of the academic development from the relationship between theory and practice and the contact with different realities. In this matter, the extension – regardless its misalignment in definitions and exertion in relation to its social presence – constitute a possibility for achievement in the development of the university from the recollection of the collective knowledge. However, there is much to improve in the analysis about the knowledge in extension and this research encompasses just as a step amongst many still required in this complex path.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/77235
Arquivos Descrição Formato
000896381.pdf (3.084Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.