Repositório Digital

A- A A+

O uso integrado de recursos manipulativos digitais e não-digitais para o ensino-aprendizado de geometria

.

O uso integrado de recursos manipulativos digitais e não-digitais para o ensino-aprendizado de geometria

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O uso integrado de recursos manipulativos digitais e não-digitais para o ensino-aprendizado de geometria
Autor Braga, Aline Fraga Rollsing
Orientador Basso, Marcus Vinicius de Azevedo
Data 2013
Nível Mestrado profissional
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Matemática. Programa de Pós-Graduação em Ensino de Matemática.
Assunto Ensino-aprendizagem
Ensino de matematica
Geometria
Teoria dos campos conceituais
[en] Digital and non-digital resources
[en] Geometry
[en] Mathematics teaching-learning
[en] Theory of conceptual fields
Resumo Este trabalho apresenta uma experiência que analisa as contribuições que o uso integrado de recursos manipulativos digitais e não-digitais podem trazer para o ensino-aprendizado de geometria, mais especificamente na compreensão de conceitos sobre polígonos. O estudo foi desenvolvido durante o ano de 2012, com duas turmas de 6ª série de uma escola da rede privada de Porto Alegre, no horário regular de aula. Apoiada na Teoria dos Campos Conceituais, de Gérard Vergnaud, e utilizando o estudo de caso como metodologia, a presente pesquisa aponta que os estudantes podem construir seu próprio conhecimento, quando lhes são oferecidas diversas possibilidades de conceitualização, em diferentes âmbitos educativos. Os resultados mostram estudantes mais críticos, autônomos e com maior poder de argumentação.
Abstract This paper presents an experience which analyzes the contributions that the integrated usage of manipulative digital and non-digital resources may bring to the teaching-learning of geometry, specifically on understanding concepts of polygons. The study was developed in 2012, with two groups of 6th graders from a private school in Porto Alegre during the regular school schedule. Supported by the Theory of Conceptual Fields, by Gérard Vergnaud, and using the case study as methodology, this research points that students can construct their own knowledge when various possibilities of conceptualization are offered to them, in different areas of education. The results show more critical, autonomous students, with a bigger argumentative power.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/77242
Arquivos Descrição Formato
000896233.pdf (2.771Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.