Repositório Digital

A- A A+

Gestão de entidades do terceiro setor, em Canoas - RS : o desafio de administrar sem receita fixa

.

Gestão de entidades do terceiro setor, em Canoas - RS : o desafio de administrar sem receita fixa

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Gestão de entidades do terceiro setor, em Canoas - RS : o desafio de administrar sem receita fixa
Autor Elsenbruch Filho, Henrique Carlos
Orientador Grings, Ricardo
Martinewski, Andre Luis
Data 2011
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Gestão de Negócios Financeiros.
Assunto Aprendizagem organizacional
Terceiro setor
Resumo Muitas entidades do terceiro setor já estão estruturadas e se mantém com certa liderança em seu setor. Isto ocorre em setores de ensino, saúde, assistência a crianças abandonadas ou carentes, crianças excepcionais, idosos, dependentes químicos. Algumas até tem filiais em várias regiões do país, ou até formando grandes redes. Inicialmente, as entidades do terceiro setor, via de regra, são compostas por voluntários, cheios de boas intenções, mas nem sempre preparados para gerir uma empresa. Muitas vezes, estas entidades nem são tratadas como empresas, que precisam gerir seus recursos financeiros e humanitários, correndo o risco de terem que ser fechadas. E a falta de planejamento destas entidades a longo prazo, pode trazer riscos muito grandes, expressos nos números do IBGE, que apontam que a idade média das entidades era de 12,3 anos em 2005. Não raro, estas entidades trabalham com vidas (crianças abandonadas, drogados, idosos, doentes, ensino, etc...) e isto envolve longo prazo. Caso a entidade não saiba gerir seus recursos de forma correta corre o risco de comprometer sua existência. Dentro desse contexto, o presente estudo se propõe a estudar a realidade de algumas Entidades do Terceiro Setor em Canoas – RS, em diversos aspectos distintos: a) comparar as formas de visão e motivação entre estas entidades nas diferentes fases de amadurecimento, desde sua criação até sua total independência; b) analisar como estas entidades tem enfrentado todas as dificuldades financeiras, humanas, contábeis e fiscais; c) avaliar a influência do administrador em manter a entidade, se socorrer de pessoas capacitadas para suprir suas deficiências; d) desenvolver as competências dos colaboradores, visando uma maior eficácia organizacional. A metodologia para o desenvolvimento da pesquisa será o estudo de casos, por meio de entrevistas com os principais gestores destas entidades e de seus voluntários. Como o universo das entidades do Terceiro Setor é muito grande, o estudo se limitará a estudar apenas a entidades situadas na cidade de Canoas – RS. O resultado final será a busca pela melhoria nos processos de gestão destas entidades, reconhecendo que administração destas entidades é um desafio complexo.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/77427
Arquivos Descrição Formato
000892784.pdf (1.735Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.