Repositório Digital

A- A A+

Análise de crescimento de biotipos de leiteira(Euphorbia heterophylla) resistentes e suscetível aos herbicidas inibidores da ALS

.

Análise de crescimento de biotipos de leiteira(Euphorbia heterophylla) resistentes e suscetível aos herbicidas inibidores da ALS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Análise de crescimento de biotipos de leiteira(Euphorbia heterophylla) resistentes e suscetível aos herbicidas inibidores da ALS
Outro título Growth Analysis of Resistant and Susceptible Wild Poinsettia (Euphorbia heterophylla) Biotypes to ALS-Inhibiting Herbicides
Autor Vidal, Ribas Antonio
Trezzi, Michelangelo Muzell
Resumo Foram conduzidos dois experimentos em condições de casa de vegetação, com o objetivo de analisar comparativamente o crescimento de três biótipos de leiteira (Euphorbia heterophylla - EPHHL) resistentes (R) (Passo Fundo, Não-Me-Toque e Rio Pardo) e um suscetível (S) (Porto Alegre) aos herbicidas inibidores da ALS, por meio do cálculo da taxa de crescimento relativo (TCR) e dos índices que a compõem. Utilizou-se o delineamento experimental completamente casualizado, com três repetições e tratamentos organizados em fatorial 2 x 4 x 4, em que o fator A correspondeu às duas estações de crescimento (outono e primavera), o fator B aos quatro biótipos de EPHHL e o fator C às quatro épocas de determinação dos índices de crescimento das plantas de leiteira - no primeiro experimento, aos 15, 25, 35 e 45, e, no segundo, aos 23, 33, 43 e 53 dias após a emergência (DAE). No experimento realizado no outono não houve interação entre época de avaliação e biótipo nem efeito simples de biótipo. No experimento realizado na primavera, a razão de peso foliar (RPF) do biótipo de Não-Me- Toque foi superior em média à dos demais biótipos; a razão de área foliar (RAF) foi superior no biótipo de Não-Me-Toque aos 23 e 53 DAE; e não houve diferenças da TAL e TCR entre os biótipos. Esses resultados sugerem produtividade semelhante entre os biótipos R e S e, portanto, sua equivalência competitiva.
Abstract Two trials were carried out under greenhouse conditions to compare the development of three ALS inhibitor herbicides resistant (R) wild poinsettia (Euphorbia heterophylla) biotypes (Passo Fundo, Não-Me-Toque and Rio Pardo - RS - Brazil) and one susceptible (S) (Porto Alegre – RS - Brazil) using relative growth rate (RGR) and related indices. The experiment was arranged as a completely randomized design, with three replications, in a 2 x 4 x 4 factorial, where factor A was two growth seasons (fall and spring); factor B, four biotypes of wild poinsettia, and factor C, four assessments of growth indices (first trial at 15, 25, 35 and 45 days after emergence (d.a.e.) and second trial at 23, 33, 43 and 53 d.a.e.). The fall trial showed no interaction between assessment and biotype nor simple biotype effect. The spring trial relative leaf weight (RLW) of Não-Me-Toque biotype was higher than that of the others; leaf area ratio (LAR) of Não-Me-Toque biotype was higher than 23 and 53 d.a.e.; there was no difference of RGR and net assimilation rate (NAR) among biotypes. These results indicate similar R and S biotype productivities and, therefore, their competitive equivalency.
Contido em Planta Daninha. Londrina, PR. Vol. 18, n. 3 (2000), p. 427-433
Assunto Características agronômicas
Crescimento
Erva daninha : Herbicida : Resistencia a pesticida : Matologia
Papuã
[en] Herbicide resistance
[en] Leaf area ratio
[en] Net assimilation rate,
[en] Relative growth rate
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/77583
Arquivos Descrição Formato
000286106.pdf (150.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.