Repositório Digital

A- A A+

Processos de degradação e regeneração da vegetação campestre do entorno de areais do sudoeste do Rio Grande do Sul

.

Processos de degradação e regeneração da vegetação campestre do entorno de areais do sudoeste do Rio Grande do Sul

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Processos de degradação e regeneração da vegetação campestre do entorno de areais do sudoeste do Rio Grande do Sul
Outro título Process of degradation and restoration of campos vegetation on the edge of "areais" from southwest of Rio Grande do Sul
Autor Trindade, José Pedro Pereira
Orientador Pillar, Valerio de Patta
Data 2003
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Agronomia. Programa de Pós-Graduação em Zootecnia.
Assunto Campo nativo
Vegetação nativa
Resumo No Sudoeste do Rio Grande do Sul ocorrem manchas de substrato arenoso sem cobertura vegetal, conhecidos regionalmente como areais. A tese reexamina o problema e suas causas, enfatizando o papel da vegetação natural e propondo estratégias para a revegetação e prevenção à arenização em sistemas pastoris. Evidências foram obtidas em levantamentos e experimento avaliando processos de degradação e regeneração da vegetação campestre do entorno de areais. Levantamento da vegetação, realizado em 41 parcelas de 4,5 x 9,0 m na borda de 11 areais indicou a existência de dois tipos de comunidades. Areais de Manoel Viana e aqueles usados pelo gado em São Francisco de Assis, com alto percentual de substrato exposto, são caracterizados principalmente por Elyonurus sp., Axonopus pressus e Butia paraguayensis. Areais de Alegrete e aqueles excluídos de pastejo em São Francisco de Assis, com menor percentual de substrato exposto, são caracterizados principalmente por Andropogon lateralis e Aristida laevis. Foi também avaliada a dinâmica da vegetação em gradientes de arenização, usando quadros (0,25 m2) contíguos em 16 transecções de 10 m localizadas em cinco areais. A dinâmica da vegetação foi associada ao uso das áreas pelo gado, pois houve aumento, após 14 meses, de substrato exposto em comunidades de areais sob pastoreio, enquanto que aquelas sem gado apresentaram uma dinâmica espacial-temporal de maior estabilidade da cobertura vegetal. Um experimento foi realizado para avaliar, durante 8 meses, o efeito de níveis controlados de soterramento por areia (0, 5, 10 e 20 cm) em comunidades do entorno de dois areais sob pastoreio. Comunidades caracterizadas por Elyonurus sp. e Axonopus pressus foram mais tolerantes ao soterramento. As evidências indicam que a exclusão do gado de areais pode ser uma alternativa eficaz para a revegetação de areais por espécies das comunidades naturais do entorno. Ademais, a arenização pode ser prevenida pelo uso adequado dos campos que mantenha a cobertura vegetal natural protegendo o solo dos processos erosivos hídrico e eólico.
Abstract Sandy patches without vegetation cover, regionally known as “areais”, are observed in the Southwest of Rio Grande do Sul. The thesis reexamines the problem and its causes, emphasizing the role of the natural vegetation and proposing strategies for restoration and prevention of the degradation process in cattle grazing systems. Evidence was obtained from surveys and experiment evaluating grassland vegetation recovery and degradation at the edge of sandy patches. A vegetation survey, carried out in 41 4.5 x 9.0-m plots at the edge of 11 areais, revealed two community types. Areais in the municipality of Manoel Viana and those used with cattle in São Francisco de Assis, with high exposed substrate cover, are characterized mainly by Elyonurus sp., Axonopus pressus and Butia paraguayensis. Areais in the municipality of Alegrete and grazing excluded ones in São Francisco de Assis, with less exposed substrate cover, are characterized mainly by Andropogon lateralis and Aristida laevis. Vegetation dynamics was evaluated in gradients of erosion degradation by using contiguous 0.25-m2 quadrats on 16 10-m transects located in five areais Vegetation dynamics was associated to cattle grazing; after 14 months exposed substrate percentage increased on communities located in grazed areais, while those in ungrazed ones depicted a more stable spatio-temporal dynamics. An experiment was set up to evaluate, during 8 months, the effect of controlled sand burial (0, 5, 10 and 20 cm) on plant communities at the edge of two areais under grazing. Communities characterized by Elyonurus sp. and Axonopus pressus were the most tolerant to sand burial. The evidence indicate that cattle exclusion may be effective for the recovery of areais by plant species from the surrounding communities. Furthermore, degradation of grassland located on sandy soils may be prevented by adequate grassland management in order to maintain vegetation cover and protect the soil from hydric and eolic erosion.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/7759
Arquivos Descrição Formato
000555753.pdf (3.977Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.