Repositório Digital

A- A A+

Bioensaios para identificação de biótipos de Euphorbia heterophylla com resistência múltipla a inibidores da ALS e da PROTOX

.

Bioensaios para identificação de biótipos de Euphorbia heterophylla com resistência múltipla a inibidores da ALS e da PROTOX

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Bioensaios para identificação de biótipos de Euphorbia heterophylla com resistência múltipla a inibidores da ALS e da PROTOX
Outro título Greenhouse and laboratory bioassays for identification of Euphorbia heterophylla biotypes with multiple resistance to Protox and ALS-inhibiting herbicides
Autor Trezzi, Michelangelo Muzell
Vidal, Ribas Antonio
Kruse, Nelson Diehl
Nunes, Anderson Luis
Resumo Quatro bioensaios, dois em casa de vegetação e dois em laboratório, foram conduzidos com o objetivo de identificar biótipos de Euphorbia heterophylla (EPHHL) com resistência múltipla a inibidores da ALS e da PROTOX. Em casa de vegetação, plantas do biótipo suscetível (S) e dos biótipos 4 e 23, suspeitos de resistência múltipla, foram aspergidas com diferentes doses de imazethapyr e fomesafen. Nos bioensaios em laboratório, sementes dos biótipos S e 4 foram depositadas em placas de Petri contendo diferentes concentrações dos mesmos herbicidas. Curvas de dose-resposta foram ajustadas, utilizando os modelos logístico e polinomial, respectivamente, para os dados obtidos em casa de vegetação e em laboratório. Em casa de vegetação, o fator de resistência (FR) a imazethapyr para o biótipo 4 foi superior a 24, enquanto para o biótipo 23 ele foi de 15. Os FRs a fomesafen foram, respectivamente, de 62 e 39, para os mesmos biótipos. Em um período de 144 horas, concentrações de imazethapyr e fomesafen no bioensaio em laboratório foram capazes de discriminar os crescimentos da parte aérea e radicular dos biótipos de EPHHL com resistência múltipla e S. Os resultados confirmam ser tanto os testes em casa de vegetação quanto os laboratoriais, utilizando placas de Petri, metodologias apropriadas para discriminar biótipos de EPHHL S daqueles com resistência múltipla.
Abstract Four bioassays were developed under greenhouse and laboratory conditions to identify Euphorbia heterophylla (EPHHL) biotypes with multiple resistance to PROTOX and ALS-inhibiting herbicides. In the greenhouse bioassays, plants of a susceptible (S) biotype and of two biotypes suspected of multiple resistance (#4 and #23) were sprayed using different levels of the herbicides imazethapyr and fomesafen. The laboratory bioassays consisted of a comparative test between biotypes S and #4, exposed to germination in imazethapyr and fomesafen solutions. Dose-response relationships were adjusted using logistic and polynomial models, respectively, for data obtained from greenhouse and laboratory bioassays. For biotype #4, the resistance factor (RF) to imazethapyr was above 24, while for biotype #23 it was 15. FR to fomesafen were, respectively, 62 and 39, for the same biotypes. In the laboratory bioassay, a period of 144 hours was sufficient to discriminate differencial growth response to imazethapyr and fomesafen levels between R and S biotypes. The results confirm that both greenhouse and laboratory tests with Petri dishes are appropriate methodologies to discriminate S and multiple R EPHHL biotypes.
Contido em Planta daninha. Vol. 24, n. 3, (jul./set. 2006), p. 563-571
Assunto Herbicida
[en] Methodology
[en] Resistance to herbicides
[en] Weed
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/77706
Arquivos Descrição Formato
000546787.pdf (172.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.