Repositório Digital

A- A A+

Tolerância do milheto (penisetum americanum) ao 2,4-D

.

Tolerância do milheto (penisetum americanum) ao 2,4-D

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Tolerância do milheto (penisetum americanum) ao 2,4-D
Outro título Pennisetum americanum tolerance to 2,4-D
Autor Pacheco, Leandro Pereira
Petter, Fabiano André
Câmara, A.C.F.
Lima, D. B. C.
Procópio, Sérgio de Oliveira
Barroso, Alexandre Luís
Cargnelutti Filho, Alberto
Silva, I. S.
Resumo Objetivou-se com este trabalho avaliar os efeitos do 2,4-D sobre o crescimento das plantas, a produção de massa seca e verde e a produtividade de grãos do milheto.O experimento foi realizado no período de março a junho de 2006, em Rio Verde-GO,em um Latossolo Vermelho eutroférrico. O milheto (cultivar ADR 500) foi semeado manualmente em área cultivada sob sistema de plantio direto, em espaçamento de 0,45 m, distribuindo-se 12 sementes por metro. Utilizou-se o delineamento de blocos casualizados, em esquema fatorial 4 x 4, sendo avaliadas quatro doses de 2,4-D (0, 335, 670 e 1.005 g ha-1 ) aplicadas em quatro épocas [10 dias após a emergência das plantas de milheto (DAE) (3 folhas); 20 DAE (5 a 6 folhas expandidas); 30 DAE (início de emissão da inflorescência); e 40 DAE (florescimento pleno)]. Para evitar a interferência das plantas daninhas na cultura, esta foi capinada manualmente, sempre que necessário. Não se observou nenhum sinal de intoxicação das plantas de milheto pelo 2,4-D aos 15 dias após a aplicação, independentemente da dose ou época de aplicação do herbicida. Todavia, as maiores doses de 2,4-D, em qualquer época de aplicação, provocaram menor acúmulo de massa verde e seca das plantas de milheto, quando se avaliaram os resultados no ponto de rolagem da cultura. O 2,4-D, independentemente da dose utilizada ou época de aplicação, não influenciou a produtividade de grãos do milheto.
Abstract This study was carried out to evaluate herbicide 2,4-D effects on plant growth, production of dry and green matter and grain productivity. The experiment was carried out from March to June 2006, in Rio Verde,GO in soil classified as Eutroferric Red Latosol. Pennisetum americanum (cultivar ADR 500) was manually sowed in area under no-till system. A space of 0.45 m was used, with 12 seeds being sown per meter. The experiment was arranged in a randomized block design, in a 4 x 4 factorial scheme, with four 2,4-D rates (0. 335, 670 and 1,005 g ha-1) applied 10 days after emergence [DAE] (3 leaves), 20 DAE (5 to 6 expanded leaves), 30 DAE (beginning of inflorescence emission) and 40 DAE (flowerage). Weeding was manually performed when necessary to eliminate weed interference effects. At 15 days after application, phytotoxicity symptoms were not detected in the plants, at any rate or plant stage. Green and dry matter of the plants decreased at roller point with herbicide rate increase; 2,4-D application did not influence grain production, regardless of dose amount used or application time.
Contido em Planta daninha. Londrina, PR. Vol. 25, n. 1 (jan./mar. 2007), p. 173-179
Assunto Estatistica aplicada : Agricultura
Herbicidas
Palhada
[en] Auxins
[en] Herbicide
[en] Selectivity
[en] Sstraw
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/77713
Arquivos Descrição Formato
000591005.pdf (330.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.