Repositório Digital

A- A A+

Levantamento de práticas agronômicas e distribuição geográfica de Bidens spp. resistentes aos herbicidas inibidores de ALS nos Estados do Rio Grande do Sul e do Paraná

.

Levantamento de práticas agronômicas e distribuição geográfica de Bidens spp. resistentes aos herbicidas inibidores de ALS nos Estados do Rio Grande do Sul e do Paraná

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Levantamento de práticas agronômicas e distribuição geográfica de Bidens spp. resistentes aos herbicidas inibidores de ALS nos Estados do Rio Grande do Sul e do Paraná
Outro título Survey of agronomic practices and distribution of ALS resistant Bidens spp. in the States of Rio Grande do Sul and Paraná
Autor Hernandes, Gustavo Cantori
Vidal, Ribas Antonio
Winkler, Larissa Macedo
Resumo Bidens spp., conhecidas como picão-preto, são espécies daninhas que interferem no rendimento das culturas anuais. Nos Estados do Rio Grande do Sul e Paraná, o seu controle com herbicidas inibidores da enzima acetolactato sintase (ALS) está se tornando ineficiente, sugerindo o aumento de populações resistentes a esse grupo de herbicidas. Os objetivos deste trabalho foram avaliar a distribuição geográfica de Bidens spp. resistente aos herbicidas inibidores da ALS em propriedades do Rio Grande do Sul e Paraná e determinar os principais aspectos agronômicos envolvidos na seleção dos indivíduos resistentes. Sementes de biótipos de picão-preto foram coletadas em 35 municípios desses dois Estados, em áreas onde ocorre resistência aos herbicidas mencionados. Na ocasião da coleta das sementes, entrevistaram-se os produtores quanto a manejo das plantas daninhas, sistema de preparo do solo, rotação de culturas e colheita. Os resultados evidenciam que Bidens spp. resistentes aos herbicidas inibidores de ALS estão amplamente distribuídas no Rio Grande do Sul e no Paraná. Constatou-se ausência de rotação de culturas e ampla adoção do sistema de plantio direto. O provável fator responsável pela seleção de biótipos de Bidens spp. resistentes aos herbicidas foi o elevado uso de inibidores da ALS nas áreas amostradas.
Abstract Bidens spp., known as beggarticks are important weeds and reduce grain yield in several summer crops in Brazil. In the states of Rio Grande do Sul and Paraná, the control of this weed with ALS-inhibiting herbicides is becoming inefficient, suggesting an increasing weed resistance problem. The objectives of this research were to evaluate the geographic distribution of ALS-resistant Bidens spp. in the states of Rio Grande do Sul and Paraná and to determine the main agronomic causes of resistance selection. Seeds of beggarticks biotypes were sampled in 35 counties in the states of Rio Grande do Sul and Paraná, in places with suspected resistance to ALS-inhibitors. Farmers were applied questionnaires on methods of weed control, tillage system, crop rotation and harvesting operations during current and previous years. Bidens spp. resistant to ALS-inhibiting herbicides were found in all counties assessed. No crop rotation and intense use of no-tillage are predominant on the farms. The most probable cause of selection of herbicide-resistant Bidens spp. is the intensive use of ALS-inhibitors.
Contido em Planta daninha, Viçosa. Vol. 23, n. 4 (out./dez. 2005), p. 677-682
Assunto Herbicida
Picão preto
[en] Beggarticks
[en] Chlorimuron
[en] Resistance
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/77720
Arquivos Descrição Formato
000634276.pdf (623.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.