Repositório Digital

A- A A+

Avaliação in vitro da atividade antiproliferativa de benzofenonas isoladas de hypericum carinatum griseb.

.

Avaliação in vitro da atividade antiproliferativa de benzofenonas isoladas de hypericum carinatum griseb.

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação in vitro da atividade antiproliferativa de benzofenonas isoladas de hypericum carinatum griseb.
Autor Pinhatti, Amanda Valle
Orientador Von Poser, Gilsane Lino
Co-orientador Farias, Caroline Brunetto de
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Farmácia. Curso de Farmácia.
Assunto Atividade antiproliferativa
Benzofenonas
Hypericum carinatum
Resumo O câncer é uma das principais patologias que atinge o ser humano. Nas últimas décadas as descobertas de maior impacto nesta área tiveram origem na investigação de compostos de origem natural que forneceram um número significativo de substâncias que chegaram a etapa de ensaio clínico. Este trabalho teve como objetivo avaliar a atividade antiproliferativa de duas benzofenonas (carifenona A e carifenona B) isoladas de Hypericum carinatum Griseb., planta nativa do sul do Brasil cujo do extrato hexânico demonstrou ser citotóxico para as linhagens de câncer colorretal, HT-29; pulmão, H-460 e glioblastoma, U- 373, sendo relatada atividade antitumoral para esta classe de compostos. O isolamento das carifenonas foi realizado a partir de extratos obtidos por fluido supercrítico (2,5 g) submetidos à coluna cromatográfica eluida com hexano /acetato de etila em concentrações crescentes de polaridade e purificados em placa de sílica gel G60254 tendo seu perfil cromatográfico obtido por Cromatografia Líquida de Alta Eficiência. Placas de 96 poços contendo células e meio de cultura foram tratadas com diferentes concentrações da carifenona A e B ressuspendidas em dimetil sulfóxido (DMSO) e com a associação destes compostos ao quimioterápico irinotecano para verificação de possível efeito sinérgico. Após o período de 48h foi analisada a viabilidade celular pelo método de (3-(4,5-dimetiltiazol-2yl)-2,5-difenil brometo de tetrazolina (MTT). As leituras foram realizadas em espectrofotômetro (Spectra MAX 190) utilizando-se 50μL de DMSO como solvente, no comprimento de onda de 492nm. A significância estatística dos resultados foi determinada por análise de variância One-Way (ANOVA), seguida pelo teste de Tukey, utilizando o software para cálculos estatísticos SPSS (Statistical Package for the Social Sciences) 12.0®. Valores de P < 0,05 foram considerados estatisticamente significantes. Os resultados demonstraram que as carifenonas diminuem a viabilidade em três das quatro linhagens testadas, na dose de 100μg/mL e possuem um interessante efeito na linhagem celular HT- 29, quando combinados com o quimioterápico irinotecano.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/77725
Arquivos Descrição Formato
000823402.pdf (551.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.