Repositório Digital

A- A A+

Os relacionamentos interorganizacionais e a intensidade da interdependência nas empresas moveleiras da Serra Gaúcha

.

Os relacionamentos interorganizacionais e a intensidade da interdependência nas empresas moveleiras da Serra Gaúcha

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Os relacionamentos interorganizacionais e a intensidade da interdependência nas empresas moveleiras da Serra Gaúcha
Autor Pellizzaro, Leandro
Orientador Padula, Antonio Domingos
Data 2013
Nível Mestrado profissional
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Programa de Pós-Graduação em Administração.
Assunto Relacionamento interorganizacional
Setor moveleiro
[en] Cooperative interorganizational relationships
[en] Cooperative work
[en] Intensity of theinterdependence
[en] Management of relationships
Resumo Conhecer e compreender o funcionamento das variáveis que influenciam e incentivam as empresas a buscarem o desenvolvimento de relações cooperativas interorganizacionais e, além disso, identificar os diferentes níveis de intensidade da interdependência existente atualmente nas relações das empresas moveleiras da serra gaúcha, tanto as relações verticais quanto as horizontais, é o desafio que se pretende alcançar com o presente estudo. Para abordar o referido tema, esta investigação utilizou-se de conceitos fundamentais que norteiam as dimensões desta visão, que são: os relacionamentos cooperativos interorganizacionais, a intensidade da interdependência nas relações, os tipos de relacionamentos, a forma de atuação das empresas e a gestão de relacionamentos. Para reconhecer qual a posição das empresas moveleiras no cenário de relacionamentos interorganizacionais, foi realizada uma pesquisa na qual foi obtida uma amostra de 255 casos válidos em um universo composto por 746 empresas, das quais 93,0% foram enquadradas como MEs (microempresas) e EPPs (empresas de pequeno porte). O uso de ferramentas de análise estatística possibilitou constatar que as fabricantes moveleiras da região da serra gaúcha apresentaram níveis de concordância maiores para as questões que avaliam a preferência pelas relações verticais (clientes e fornecedores), enquanto que as questões que avaliam as relações horizontais (fabricante – fabricante) não apresentaram igual intensidade de preferência. O alcance de vantagens através de ações conjuntas que visem o desenvolvimento comercial das empresas também teve preferência na comparação com as questões que avaliam a possibilidade de obtenção de benefícios através do trabalho conjunto para desenvolvimento de novas tecnologias, para treinamento profissional conjunto, para projetos de melhoria de processos ou para terceirização de fases do processo produtivo. A questão que investiga se os empresários entendem que suas empresas têm alta concentração de vendas em poucos clientes obteve alto grau de concordância, enquanto que, com relação aos fornecedores existe uma interdependência maior com relação aos fornecedores de chapas, ferragens e prestadores de serviços terceirizados. No tocante ao trabalho das associações empresariais os empresários consideram fundamental a divulgação de dados sobre a evolução do setor e o trabalho de lobby político.
Abstract Knowing and understanding the functioning of the variables that influence and encourage companies to pursue the development of cooperative interorganizational relationships and, in addition, identifying different levels of intensity of the interdependence of current relationships of the Serra Gaucha’s furniture companies, both vertical and horizontal relations, is the challenge to be achieved with the present study. To address the reported issue, this research made use of fundamental concepts that govern the dimensions of this vision, which are: cooperative interorganizational relationships, the intensity of interdependence in relationships, the types of relationships and the way companies operate and manage relationships . To recognize which were the positions of the furniture companies in the scenario of interorganizational relationships, we conducted a survey in which we obtained a sample of 255 valid cases in a universe composed of 746 companies, of which 93.0% were classified as MEs and EPPs. The use of statistical analysis tools showed that furniture industries in the Serra Gaucha region showed higher levels of agreement to questions that evaluate the preference for vertical relationships (customers and suppliers), while questions that assess horizontal relationships (manufacturer - manufacturer) did not show equal intensity of preference. The range of benefits through joint actions which aim the commercial development of the companies also had preference in comparison to questions that evaluated the possibility of obtaining benefits from cooperative work to develop new technologies, for professional cooperative training, for projects of process improvement or outsourcing phases of the production process. The question that investigates whether entrepreneurs understand that their companies have a high concentration of sales in a few customers obtained a high degree of agreement, while regarding the suppliers there is a greater interdependence related to suppliers of plates, ironwork and outsourced service providers. Concerning the work of entrepreneurs’ associations, they considered essential the dissemination of the data on industry evolution and political lobbying.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/77734
Arquivos Descrição Formato
000897276.pdf (1.780Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.