Repositório Digital

A- A A+

Restrição financeira e preferência pela liquidez : a volatilidade como determinante para retenção de disponibilidades

.

Restrição financeira e preferência pela liquidez : a volatilidade como determinante para retenção de disponibilidades

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Restrição financeira e preferência pela liquidez : a volatilidade como determinante para retenção de disponibilidades
Autor Zani, Thobias Bassotto
Orientador Procianoy, Jairo Laser
Data 2013
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Programa de Pós-Graduação em Administração.
Assunto Finanças
Restricoes
Volatilidade
[en] Cash holdings
[en] Financial constraint
[en] Uncertainty
Resumo Este estudo teve como objetivo identificar alguns fatores que determinam a manutenção de determinados níveis de caixa nas organizações. Além disso, buscou-se identificar se existe diferença nas políticas de retenção de caixa entre os grupos de empresas restritas e não restritas financeiramente. Por fim, procurou-se verificar se houve mudanças nessa política em períodos considerados de maior volatilidade dos negócios. Para isso, forma analisadas as empresas não financeiras, cujos dados estavam disponíveis no banco de dados Economática durante o período entre 1998 e 2011. Os resultados indicam que há relação entre a incerteza na geração de caixa e a retenção de caixa, principalmente para empresas classificadas como restritas financeiramente. O risco país também apresentou forte relação com o nível de caixa das empresas. Confirmou-se a relação esperada entre Tamanho e Nível de Caixa suportada pela Pecking Order Theory; a relação entre Oportunidades de Investimento e Nível de Caixa esperada tanto pela Static Tradeoff Theory, quanto pela Pecking Order Theory; a relação entre Endividamento e Nível de Caixa explicada pela Static Tradeoff Theory; e a relação entre Investimento Operacional em Giro e o Nível de Caixa esperado pela Free Cash Flow Theory. Dentre as dummies utilizadas para capturar os eventos de maior volatilidade, apenas a relativa a crise cambial durante o processo eleitoral do presidente Lula apresentou resultados significativos.
Abstract This study aim to identify factors that explain why firms retain cash. In addition, we observe the impact of firms financial constraints in the cash holdings policy. At last, we try to investigate if more volatile periods affect the firms cash holdings. In order to do that, we analize non-financial firms with data from Economatica during the period between 1998 and 2011. The results show us that there is a relation between the uncertainty of cash flow generation and the cash holdings, specialy for firms with financial constraints. The country risk has relation with the cash holdings too. We found evidence to support the relation expect between Size and Cash supported by Pecking Order Theory; the relation between Investment Oportunities and Cash by the Static Tradeoff Theory and Pecking Order Theory; the relation between Leverage and Cash by the Static Tradeoff Theory; and the relation between Net Working Capital and Cash by the Free Cash Flow Theory. Just the dummy that try to captures the Exchange rate crises on the electoral period of presidente Lula has significant impact.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/77743
Arquivos Descrição Formato
000897457.pdf (3.140Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.