Repositório Digital

A- A A+

O desenvolvimento dos "talentos artísticos profissionais" de estudantes de administração nas atividades de empresas juniores

.

O desenvolvimento dos "talentos artísticos profissionais" de estudantes de administração nas atividades de empresas juniores

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O desenvolvimento dos "talentos artísticos profissionais" de estudantes de administração nas atividades de empresas juniores
Autor Kerch, Aline Louise
Orientador Azevêdo, Ariston
Data 2013
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Programa de Pós-Graduação em Administração.
Assunto Empresa júnior
Estudantes
Talento artístico
Talento profissional
[en] Administration
[en] Junior enterprises activities
[en] Professional artistry
[en] Students
Resumo A pesquisa que foi desenvolvida nessa dissertação buscou compreender como os estudantes de Administração desenvolvem seus “talentos artísticos profissionais” no âmbito das atividades de Empresas Juniores. Com o intuito de unir saberes que propiciassem um melhor entendimento acerca do objeto desse estudo, diferentes assuntos necessitaram ser previamente investigados. Para construir sua base teórica, a autora considerou três tópicos centrais: a Educação Superior em Administração no Brasil, as Empresas Juniores e os “talentos artísticos profissionais”. A respeito da Educação Superior em Administração no Brasil, foram ponderados aspectos acerca dos cursos, da formação de Administradores e do currículo que é oferecido pelas instituições de ensino. Em relação às Empresas Júniores (EJ’s) elencaram-se alguns episódios sobre o seu surgimento, no Brasil e no mundo, bem como suas principais características e o papel e a importância dos estudantes nessas organizações. Na investigação realizada sobre as conceituações de Donald Schön, na intenção de compreender, nos pormenores, o que é o “talento artístico profissional” (termo criado por ele e utilizado nessa pesquisa), traçaram-se considerações sobre sua vida e sua obra – sobretudo por ser ele, ainda hoje, um autor pouco conhecido no Brasil. Ao conceituar os “talentos artísticos profissionais”, Donald Schön (1983) afirma que eles podem ser entendidos como sendo aquelas competências e habilidades através das quais os profissionais, realmente, dão conta de zonas indeterminadas da prática profissional e, que os estudantes só conseguem adquirir ou desenvolver seus “talentos artísticos profissionais” através da realização de atividades da prática profissional – porque, somente nelas, as zonas indeterminadas se apresentam e podem a ser vivenciadas. Portanto, considerando que, para Donald Schön (2000, p. 38), o “talento artístico profissional” só pode ser desenvolvido na prática – quando o estudante experencia “zonas indeterminadas”– e dado que, no Brasil, as atividades realizadas dentro das Empresas Juniores são, para um grande número de estudantes de Administração, uma das poucas oportunidades onde eles podem realizar atividades voltadas a sua prática profissional, enquanto ainda estão em formação acadêmica, surgiu a seguinte questão de pesquisa: como os estudantes de Administração desenvolvem seus “talentos artísticos profissionais” no âmbito das atividades de Empresas Juniores? Para tentar responder a esse questionamento, optou-se por procedimentos metodológicos voltados a uma abordagem qualitativa, num nível exploratório, onde a entrevista semiestruturada e sua posterior análise de conteúdo foram empregadas como técnica de pesquisa e procedimento de análise, respectivamente. O corpus encontrado em campo possibilitou compreender que os estudantes de Administração adquirirem e desenvolvem seus “talentos artísticos profissionais” durante a realização de inúmeras atividades nas Empresas Juniores, onde os processos de conhecer-na-ação, reflexãona- ação e reflexão sobre a reflexão-na-ação acontecem. Apesar de algumas críticas que foram tecidas sobre as EJ’s, conclui-se que essas organizações constituem-se num local propício para os estudantes de Administração adquirirem e desenvolverem seus “talentos artísticos profissionais” e, também, que o “talento artístico profissional” só poderá ser desenvolvido através da vivência da prática profissional onde situações de incertezas possibilitarão ao estudante uma atuação voltada à prática reflexiva.
Abstract Therefore, considering that, for Donald Schön (2000, p. 38), the “professional artistry” can only be developed in practice – when the student live “unspecified zones” – and that, in Brazil, the activities conducted within the Junior Enterprises are, for a lot students of Administration, one of the few opportunities where they can perform activities related to their professional practice, while still in academic formation, emerged the following research question: how students of Administration develop their “professionals artistry” within the framework of Junior Enterprises activities? To try to answer this question, been chosen the methodological procedures aimed at a qualitative approach, in exploratory level, where the semi-structured interview and its later analysis of the content were employed as a research technique and analysis procedure, respectively. The corpus found under field enabled us to understand that students of Administration to acquire and develop their “professionals artistry” while carrying out many activities in the Junior Enterprises, where the processes of knowing-in-action, reflection-in-action and reflection on the reflection-in-action happen. Although some criticisms that had been woven about JE's, it was concluded that these organizations constitute in a favorable place for students of Administration to acquire and to develop their “professionals artistry” and, as well, the “professional artistry” can only be developed through the experience of the professional practice which situations of uncertainties will enable the student to a performance focused on reflective practice.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/77749
Arquivos Descrição Formato
000897161.pdf (2.141Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.