Repositório Digital

A- A A+

Identificação de depósitos tecnogênicos no reservatório Santa Bárbara, Pelotas (RS)

.

Identificação de depósitos tecnogênicos no reservatório Santa Bárbara, Pelotas (RS)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Identificação de depósitos tecnogênicos no reservatório Santa Bárbara, Pelotas (RS)
Autor korb, Carina Cristiane
Orientador Suertegaray, Dirce Maria Antunes
Data 2006
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Geociências. Programa de Pós-Graduação em Geografia.
Assunto Depósitos tecnogênicos : Rio Grande do Sul
Geografia ambiental
Geografia física : Rio Grande do Sul
Resumo Os depósitos tecnogênicos constituem-se como testemunhos materiais de ambientes antropizados e podem resultar de processos naturais modificados pelas formas de apropriação do espaço como, por exemplo, o assoreamento de corpos d’água produzido pelo Uso e Ocupação do Solo. A originalidade destes depósitos e sua época de ocorrência caracterizam um tempo geológico distinto, definido ainda informalmente por vários autores, de Tecnógeno ou Quinário. O principal objetivo deste trabalho é analisar as influências da ação humana na formação e constituição dos depósitos derivados do assoreamento, no Reservatório Santa Bárbara, localizada no município de Pelotas, Estado do Rio Grande do Sul, Brasil. Para isto, foram feitos dois Mapas de Uso e Ocupação do Solo da bacia hidrográfica deste Reservatório, através de Classificação Supervisionada de imagem orbital, referente a duas épocas (1988, 2002). Esta classificação, através da quantificação de áreas, permitiu verificar mudanças espaço-temporais nas Classes mapeadas. Assim, em 1988, as Classes de Uso (Cobertura Vegetal: Mata e Campo) somavam 9903,6 hectares e, em 2002, 8313,2 hectares; e, as Classes de Ocupação (Área Urbanizada e Agricultura), 3242,3 hectares em 1988 e 4698,9 hectares no ano de 2002. Também foram realizadas análises de laboratório da coluna estratigráfica dos depósitos, a partir da coleta de testemunhos geológicos em áreas recentes de assoreamento, para obtenção da coloração dos grãos, de parâmetros texturais, da concentração de matéria orgânica, identificação de artefatos humanos e concentração de metais pesados (Pb, Cu, Cr, Zn). Os parâmetros texturais, associados à presença de artefatos humanos permitiram, em conjunto, verificar registros tecnogênicos nos testemunhos e, delimitar fases de menor e maior antropização. A concentração dos metais pesados nos sedimentos, associada aos Mapas de Uso e Ocupação, possibilitou diagnosticar o enriquecimento de, principalmente, Pb e Zn, seguido do Cu e Cr, embora com um Índice de Geoacumulação de Classe 1, ou seja, pouco a moderadamente poluídos. Este parâmetro, associado aos sedimentares, contribui para identificação destes depósitos como tecnogênicos e, do moderado risco que representa à qualidade da água do Reservatório Santa Bárbara. Todos estes elementos tornaram possível a classificação destes depósitos como “depósitos tecnogênicos induzidos sedimentares estratificados aluviformes de ambiente urbano e também rural”.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/7780
Arquivos Descrição Formato
000556774.pdf (12.68Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.