Repositório Digital

A- A A+

Influência da aplicação de um inibidor de metaloproteinases na resistência da união adesiva à dentina radicular

.

Influência da aplicação de um inibidor de metaloproteinases na resistência da união adesiva à dentina radicular

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Influência da aplicação de um inibidor de metaloproteinases na resistência da união adesiva à dentina radicular
Autor Leitune, Vicente Castelo Branco
Orientador Samuel, Susana Maria Werner
Data 2010
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Odontologia. Programa de Pós-Graduação em Odontologia.
Assunto Clorexidina
Materiais odontologicos : Avaliacao
Pinos
[en] Chlorhexidine
[en] Fiber post
[en] Hybrid layer
[en] Push-out bond strength
Resumo O objetivo do presente estudo foi avaliar o efeito da aplicação de clorexidina após o condicionamento ácido na preservação da camada híbrida, avaliando a resistência de união imediata e a longo prazo de pinos de fibra de vidro cimentados à dentina radicular. Setenta e dois dentes unirradiculares superiores humanos foram selecionados. Os canais radiculares foram alargados para receberem os pinos de fibra de vidro e aleatoriamente divididos em três grupos (n=24). No Grupo Controle (Gcontrol), o pino de fibra de vidro foi cimentado de acordo com as instruções do fabricante, utilizando um sistema adesivo convencional de três passos e um cimento resinoso dual. Os grupos tratados com digluconato clorexidina GCHX0.2 e GCHX2 receberam a aplicação de solução de clorexidina 0,2% e 2%, respectivamente, após o condicionamento com ácido fosfórico e os pinos foram cimentados utilizando o mesmo sistema adesivo e cimento utilizados no Gcontrol. As raízes foram seccionadas transversalmente ao longo eixo do dente, em fatias de 0,68 (± 0,09) mm. Metade dos dentes foi submetida ao ensaio de push-out após 24 horas e a outra metade, após seis meses de armazenamento em água destilada, a 37°C. Os valores foram analisados com ANOVA de duas vias e teste de comparações múltiplas de Tukey, com nível de significância de 5%. A aplicação de clorexidina não influenciou a resistência de união quando os dentes foram avaliados no mesmo período de armazenagem (p>0,05). O tempo de armazenamento diminuiu significativamente a resistência de união de 24 horas para 6 meses, em todos os grupos (p<0,05). A aplicação de clorexidina não preveniu significativamente a degradação da resistência de união de pinos de fibra cimentados em raízes de dentes humanos, após seis meses de armazenamento.
Abstract Introduction: This study evaluated the effect of chlorhexidine applied after dentin phosphoric acid etching on hybrid layer preservation, analyzing the immediate and long-term bond strength of a fiber post cemented to root dentin. Methods: Seventy-two single-rooted, human upper teeth were selected for analysis. Root canals were enlarged for fiber post cementation and were randomly divided into three groups (n= 24). After phosphoric acid etching, each group received a different dentin treatment. In the Control Group (Gcontrol), the fiber post was cemented according to the manufacture’s instruction, using a three-step etch-and-rinse adhesive and a dual-cured resin cement. The Chlorhexidine 0.2% Group (GCHX 0.2) and the Chlorhexidine 2% Group (GCHX 2) received an application of a chlorexidine digluconate solution of 0.2% and 2%, respectively, after phosphoric acid etching, and the post was cemented using the same adhesive and cement that was used in the Gcontrol. Teeth were sectioned transversally in slices of 0.68 (± 0.09) mm. Half of the teeth were submitted to push-out bond strength after 24 hours and the other half were submitted after six months of distilled water storage at 37°C. Data were analyzed by using the two-way analysis of variance (ANOVA) and a post hoc tests using the Tukey multiple comparison test at α = 0.05. Results: Chlorhexidine application had no influence on bond strength when teeth were stored for the same period of time (p>0.05). The storage time significantly decreased the bond strength values of 24 hours to six months, in all groups (p<0.05). Conclusion: After six months, chlorhexidine application did not effectively arrest bond strength degradation of fiber post cemented in human roots.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/77877
Arquivos Descrição Formato
000731351.pdf (713.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.