Repositório Digital

A- A A+

Atenção à saúde e modos de andar a vida : a produção de conhecimentos em psicologia e os subsídios para um cuidado que pretenda produzir saúde para crianças e famílias nos contextos de pobreza

.

Atenção à saúde e modos de andar a vida : a produção de conhecimentos em psicologia e os subsídios para um cuidado que pretenda produzir saúde para crianças e famílias nos contextos de pobreza

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Atenção à saúde e modos de andar a vida : a produção de conhecimentos em psicologia e os subsídios para um cuidado que pretenda produzir saúde para crianças e famílias nos contextos de pobreza
Autor Ribeiro, Andrea Cristina Lovatto
Orientador Ferla, Alcindo Antônio
Data 2012
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Pará. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Psicologia.
Assunto Atenção à saúde
Saúde da família
Saúde pública
Sistema Único de Saúde
[en] Family contexts
[en] Health care
[en] Psychology
[en] Social vulnerability
[en] SUS (brazilian unified health system)
Resumo Um cuidado em saúde que vise a integralidade em suas ações e propostas deve levar em consideração os contextos singulares de vida da população e de cada pessoa em particular, se observadas as considerações da bibliografia especializada. Sabe-se que o Brasil é um país que apresenta um grave quadro de desigualdade social e o conhecimento da diversidade cultural existente entre os grupos sociais que co-existem em nosso país é fundamental para a realização de um cuidado em saúde integral com a população. O objetivo deste estudo foi compreender se e de que forma os elementos considerados importantes para a produção de saúde no contexto de vulnerabilidade social no Brasil estão sendo levados em conta na produção acadêmica da área da psicologia. Para isso, foram analisados textos presentes na Biblioteca Virtual em Saúde, a partir da relação psicologia e SUS, totalizando 37 estudos. A importância de uma prática contextualizada foi evidenciada, porém não houve em nenhum dos textos a descrição das especificidades dos contextos familiares em situação de pobreza, sinalizando que este conhecimento não está disponível na área e que saberes de áreas distintas da saúde são fundamentais para um cuidado integral em saúde. A integralidade, o trabalho em equipe e a prevenção e promoção à saúde são elementos significativos nas produções, porém podemos perceber que estas diretrizes encontram-se ainda no plano da reflexão e verbalização, de um modo geral não traduzindo-se em práticas profissionais. Os desafios que distanciam a prática dos profissionais da psicologia e as diretrizes do SUS resumem-se em uma formação voltada para o atendimento clínico individual e a consequente prática descontextualizada, voltada para a psicoterapia. Outros desafios assinalados foram formas de organização do próprio SUS e a desconsideração deste profissional como generalista nas políticas de saúde. O conceito de resiliência de um modo geral não está presente nos estudos, mas a presença de elementos importantes para promover a autonomia dos indivíduos demonstra que formas de fortalecer os indivíduos foram considerados importantes. Foram analisadas também as estratégias de educação: formação acadêmica e Educação Permanente em Saúde (EPS). Observou-se que a discussão sobre a formação está presente na maioria dos textos e que mudanças tímidas já foram constatadas buscando aproximar a área da realidade do SUS. A EPS não é um fator significativo nos estudos, e seu potencial ainda não foi explorado no que concerne a psicologia.
Abstract A health care that aims integrality in its actions and proposals must take into account the population’s singular life contexts as well as the life contexts of each specific individual, which can be observed in a specialized bibliography. It is well known that Brazil is a country that presents serious social inequality and the knowledge of cultural diversity among different social groups that co-exist in our country is fundamental to achieve an integral health care. The objective of this study is to understand if and in which ways the elements that are considered important to provide health in this context are present in scientific production in the psychology field. For this purpose, several texts present in the BVS (Virtual Health Library) were analyzed; in a total of 37 texts, which deal with the relationship between psychology and SUS (Brazilian Unified Health System). The importance of a contextualized practice was mentioned, however, none of the texts showed the description of specific contexts of families in poverty, indicating that this knowledge is not available in the psychology field and therefore showing the importance of considering the information available in other areas for an integral health care. Integral health care, team work, prevention and health promotion are major elements that are present in the academic production of knowledge; nevertheless we notice that these guidelines are still in the level of reflection and verbalizations, usually not taking place in practice. The challenges that set apart professional psychologist’s practice and SUS guidelines can be summarized in a professional training which emphasizes individual clinical practices resulting in decontextualized practices. Other challenges indentified were the way the health system itself was organized, and the way psychologists are not considered as generalist professionals in health policies. The concept of resilience in general is not present in the studies; however, the presence of other important elements to promote the autonomy of individuals was taken into consideration. Strategies of education: Academic and Permanent Education in Health (EPS) were also analyzed. It was observed that the discussion about professional training is present in most texts and that small changes have been made in order to bring the psychology field closer to the SUS system. Permanent Education in Health is not a significant factor in the studies, and its potential has not yet been explored in relation to psychology.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/77975
Arquivos Descrição Formato
000876772.pdf (610.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.