Repositório Digital

A- A A+

A caracterização de editais públicos na promoção da inovação: o caso do MCTI no Brasil

.

A caracterização de editais públicos na promoção da inovação: o caso do MCTI no Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A caracterização de editais públicos na promoção da inovação: o caso do MCTI no Brasil
Autor Manito, Rodrigo da Rocha
Orientador Zawislak, Paulo Antonio
Data 2013
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Programa de Pós-Graduação em Administração.
Assunto Competitividade
Inovação
Resumo Este trabalho baseou-se na competitividade das firmas e no dinâmico mercado onde elas estão inseridas para tratar das políticas de promoção da inovação realizadas por meio de editais públicos. Para isso, foram levantados os principais tipos de resultados do fluxo de inovação (tipo 1 - conhecimento puro; tipo 2 - potencial para aplicação prática; tipo 3 - geração de lucro; e tipo 4 - aplicação social, sem a necessidade de gerar lucro). Desta forma, foi possível desenvolver um método de classificação segundo os fatores relacionados a cada um desses quatro tipos disponíveis na literatura. Com base nesta construção, foram identificados quais os tipos de resultados são pretendidos pelos editais públicos selecionados para análise, assim como quais os tipos são obtidos na prática, por meio dos relatórios de acompanhamento de projetos disponibilizados no sítio do MCTI (Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação) no ano de 2011, possibilitando uma visão dos objetivos do governo por meio de suas políticas de promoção da inovação. Para isso, foram realizadas análises por data mining dos editais, relatórios de acompanhamento de projeto e entrevistas com as empresas responsáveis pode esses projetos. Essas análises mostraram que o existe um esforço maior do governo em promover os resultados dos tipos 1 e 2, o que caracteriza a promoção da ciência e tecnologia, onde são desenvolvidos conhecimentos, descobertas e invenções, principalmente através das universidades e centros tecnológicos. Enquanto as indústrias, em geral, são responsáveis pelos resultados dos tipos 3 e 4, inovações de fato. Essas análises ilustram uma divergência entre o discurso de promoção da inovação do governo com a realidade observada nesta pesquisa. O resultado do tipo 4, contudo, ocorre tanto pelas universidades quanto pelas indústrias. Os centros tecnológicos mostraram-se cientes de seu papel no sistema nacional de inovação do Brasil, promovendo fortemente o resultado do tipo 2. Esses resultados apontam para uma coerência entre o que é pretendido com os editais os tipos de resultados do fluxo que são encontrados na prática, a luz dos relatórios e entrevistas analisados. Ainda existem lacunas a serem preenchidas neste campo do conhecimento, porém, observa-se que é possível classificar os resultados do fluxo de inovação por meio desses 4 tipos, o que viabiliza uma série de pesquisas que venham a identificar qual o esforço deve ser dedicado a cada tipo para que o desempenho das firmas e, consequentemente do SNI (Sistema Nacional de Inovação), seja o mais eficiente possível, gerando inúmeras inovações, destacando o país como desenvolvedor de tecnologias na fronteira do conhecimento e estimulando o desenvolvimento sócio-econômico da nação.
Abstract This work based itself on the firms’s competitivity and on the dynamic market where they are placed to deal with the innovation promoted by public grant calls. In order to further study this issue, it was identified which are the main innovation flux outcome types (type 1 - pure knowledge; type 2 - potential for practical application; type 3 - profit generation; and type 4 - social application, without the direct need for profits). This allowed the development of a classifying method regarding these four outcomes, indicated by the factors related to each one of those types found on the literature. Based on this classifying method, it was possible to identify the innovation flux outcome types which the Government proposes to promote using its grant calls and those that could be found in its project’s follow up reports submitted in 2011, enabling a clear view of the Government R&D (Research and Development) investments goals. In order to accomplish that, it was used a data mining analysis of all project’s follow up reports published by the Government in 2011 and its correspondent public grant calls.. Lastly, enterviews with the companies responsible for those projects were performed as a complementar way to clarify which outcomes types could be perceived by those importants agents of the Brazilian NIS (National Innovation System). The results shown that most of the effort of the Government are on promoting the types 1 and 2, which are knowledge development, discoveries and inventions, mainly through the universities and technological centers. While the private companies are, mostly, responsible for the types 3 and 4, which are, at last, the innovations themselves. Those analyses illustrate a divergence between the Government speech and the reality observed by this research. The type 4, on the other side, occurs as much by the universities as by the companies. The technological centers shown that they are aware of theirs roles in the Brazilian national innovation system, strongly promoting the type 2. There are still some gaps to be filled in this area, although it is observed that it is possible to classify the innovation flux outcomes by those 4 types, which enables a series of researches that might lead to the identification of the wheight on each of the 4 types that the NIS agents must focus its investiments to increase its performance and efficiency.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/78037
Arquivos Descrição Formato
000898446.pdf (2.062Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.