Repositório Digital

A- A A+

A construção do sujeito contemporâneo : Philip Roth e Radiohead

.

A construção do sujeito contemporâneo : Philip Roth e Radiohead

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A construção do sujeito contemporâneo : Philip Roth e Radiohead
Autor Quadrado, Lauro Iglesias
Orientador Maggio, Sandra Sirangelo
Data 2011
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Análise literária
Comunicação de massa
Crítica literária
Interdisciplinaridade
Literatura comparada
Literatura e Música
Literatura norte-americana
Música popular
Radiohead.
Rock alternativo
Romance
Roth, Philip 1933-.
Sujeito do discurso
[en] Contemporaneity
[en] Interdisciplinarity
[en] Mass communication
[en] Radiohead
Resumo A produção artística contemporânea aborda com frequência a situação do sujeito urbano imerso em uma objetividade não acolhedora e não totalmente compreensível, em um contexto social tomado por uma quantidade de informação impossível de ser processada em sua totalidade. Partindo de uma consideração sobre as representações desta premissa tanto na linguagem literária quanto na musical, a presente dissertação tem por objetivo averiguar como se dá a construção da figura do sujeito contemporâneo nas obras do escritor estadunidense Philip Roth e da banda britânica Radiohead. Para tanto, foram selecionados como corpus de investigação o romance Everyman (2006), de Roth, e o disco OK Computer (1997), de Radiohead, por serem representativos da totalidade da obra de seus autores e também pela força criativa de suas idiossincrasias. O trabalho considera em que medida os meios de comunicação de massa vêm influenciando, nas últimas décadas, os modos de produção de arte e os conceitos estéticos que os embasam, e analisa de que maneira chegam a definir aspectos do comportamento do indivíduo dos dias atuais, a ponto de moldar suas relações interpessoais. As características interdisciplinares da pesquisa são abordadas através da teoria da transtextualidade proposta por Gérard Genette; as discussões sobre a sociedade contemporânea têm seu lastro teórico em ideias propostas por Gilles Lipovetsky e Zygmunt Bauman. O recorte temporal da discussão sobre cultura de massa inicia a partir do ingresso de aparelhos como o rádio e a televisão nas casas das pessoas por todo o mundo e avança até os dias atuais, enfatizando o papel do computador doméstico na aceleração do ritmo das mudanças, das relações e dos valores. Tudo isso tem reflexos no gosto e nas representações artísticas que vêm sendo produzidas, os quais são investigados neste trabalho, que se estrutura em três partes. A primeira apresenta um histórico das inovações mediais e das suas relações com a arte em geral. A segunda parte apresenta as obras de Philip Roth e do Radiohead e as liga a esse contexto. Por fim, depois de dissecadas as composições dos artistas estudados, elas são incorporadas à discussão sobre a sociedade contemporânea. Em cada seção, sempre que se necessário, outras obras dos autores e outras contribuições teóricas serão utilizadas como reforço das argumentações e exemplificações apresentadas. Ao término do trabalho, espero contribuir para a discussão sobre as questões aqui abordadas, bem como para o incentivo às aproximações acadêmicas entre a música popular e a literatura.
Abstract Contemporary artistic production frequently approaches the situation of the urban subject immersed in a non-welcoming and not totally apprehensible objective social context which is filled by a quantity of information impossible to be processed as a whole. Starting from some considerations about the representations of this premise both in literary and musical language, the present thesis aims to investigate the construction of the contemporary subject in the works of the American writer Philip Roth and of the British band Radiohead. As the corpus for this investigation the novel Everyman (2006), by Roth, and the record OK Computer (1997), by Radiohead, were selected, for being representative of the whole oeuvre of their authors, and also of the creative force of their idiosyncrasies. The work considers in which means the mass communication media have been influencing, in the last decades, the ways of art production and the aesthetic concepts which base them, and analyses in which way they come to define aspects of the behavior of individuals these days, reaching the point of shaping interpersonal relations. The interdisciplinary characteristics of the research are approached via the theory of transtextuality proposed by Gérard Genette. The discussions about contemporary society have their theoretical framework in ideas proposed by Gilles Lipovetsky, and Zygmunt Bauman. The temporal cutout of the discussion about mass culture starts from the ingress of devices such as the radio and television in people‘s homes around the world and moves up to present day, emphasizing the role of the home computer in the acceleration of the pace of changes, relations, and values. All these things have their reflex in taste and in the artistic representations which have been produced, and are investigated in this work, which is structured in three parts. The first presents a historical approach to media innovations and their relations with art in general. The second part presents the works of Philip Roth and Radiohead, and connects them to this context. In the final part, after the analysis of the compositions by the studied artists, these works are embodied into the discussion about the contemporary society. In each session, whenever it is necessary, other works by the authors and other theoretical contributions will be used as reinforcement of argumentations and presented exemplifications. Having the work finished, I hope to contribute for the discussion about the issues here approached, as well as to promote academic approximations between popular music and literature.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/78150
Arquivos Descrição Formato
000895931.pdf (935.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.