Repositório Digital

A- A A+

Educação social-emocional : impacto da prática de mindfulness na saúde mental e na qualidade de vida de escolares

.

Educação social-emocional : impacto da prática de mindfulness na saúde mental e na qualidade de vida de escolares

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Educação social-emocional : impacto da prática de mindfulness na saúde mental e na qualidade de vida de escolares
Autor Rigatti, Roberta
Orientador Heldt, Elizeth Paz da Silva
Data 2013
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem. Curso de Enfermagem.
Assunto Criança
Qualidade de vida
Saúde escolar
Saúde mental
[en] Mental health in childhood and adolescence
[en] Mindfulness
[en] Quality of life
[en] School health
[en] Social-emotional education
Resumo A Educação Social-Emocional (ESE) é uma intervenção proposta para auxiliar os alunos a compreender, a expressar e a controlar suas emoções de modo a promover um crescimento pessoal, emocional e intelectual. A ESE utiliza a técnica de mindfulness que é o conjunto de práticas meditativas de integração mente-corpo. Os estudos que avaliam o resultado da ESE em amostra não clínica ainda são escassos. Este trabalho tem como objetivo avaliar o impacto da ESE com a prática de mindfulness na saúde mental e na qualidade de vida (QV) de alunos de escolas públicas. Trata-se de um quase experimento derivado de um banco de dados de estudantes do 5° ano do Ensino Fundamental de três escolas públicas da área de abrangência da Unidade Básica de Saúde (UBS) do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). O grupo intervenção (4 turmas) recebeu 8 ou 12 sessões de ESE em sala de aula e o grupo controle (3 turmas) não recebeu intervenção. Foram aplicados os instrumentos: Questionário de Capacidades e Dificuldades versão Criança (Strenghts and Difficulties Questionnaire Child version – SDQ-C), Instrumento Avaliação da Qualidade de Vida (Youth Quality of Life Instrument – YQOL-R), preenchido pelos alunos, e o Instrumento Avaliação de Sintomas de Transtorno do Déficit de Atenção/Hiperatividade (SNAP-P), preenchido pelo professor. As intervenções de ESE que utilizam a prática de mindfulness foram organizadas em 8 ou 12 encontros realizados em sala de aula, com duração de uma hora semanal e com a articulação de uma equipe multiprofissional. Foram avaliados 132(92,9%) alunos, sendo 69(52,3%) do sexo masculino, com média de idade de 11,1(DP=1,19) anos. Dentre os alunos que participaram 64(48,5%) realizaram a intervenção e foi encontrada melhora significativa em relação aos problemas de saúde mental, avaliados pelo SDQ-C (emocional p=0,005, conduta p<0,001, relacionamento p=0,009 e pró-social p=0,041) comparado ao controle. Também houve impacto positivo da intervenção nos domínios da QV (geral p=0,006, pessoal p=0,024 e total p=0,002). Contudo, o resultado do número de sessões de ESE realizadas (8 ou 12) e os desfechos foram controversos. Nas 8 sessões, os desfechos favoráveis foram nos domínios do SDQ-C; nas 12 sessões, a melhora significativa foi na QV ambiental e na hiperatividade. Os resultados deste estudo demonstraram um impacto positivo em uma amostra não-clínica da intervenção de ESE realizada em sala de aula para alunos de escolas públicas. O número de sessões e resposta a ESE ainda precisa de novos estudos.
Abstract The Social-Emotional Education (ESE) is a suggested intervention which aims at assisting students to understand, express and manage their emotions in order to improve personal, emotional and intellectual growth. The ESE relies on the mindfulness technique which is a set of meditative practices of mind-body integration. There are a few study papers assessing ESE outcomes through non-clinical samples. The present paper aims at evaluating the impact of ESE within the mindfulness technique in mental health and quality of life (QOL) of public school students. It is a partial experiment derived from a database of 5th grade elementary public school students in the area covered by the Basic Health Unit (BHU) of HCPA (Hospital de Clinicas de Porto Alegre). The intervention group (4 groups from three schools) received either 8 or 12 ESE sessions in the classroom whereas the control group (3 groups from three schools) received no intervention. The following instruments were applied: Strenghts and Difficulties Questionnaire Child Version (SDQ-C); Youth Quality of Life Instrument (YQOL) completed by students and an Evaluation of Symptoms of Disorder Attention Deficit/Hyperactivity Disorder (SNAP-P) completed by teachers. ESE interventions using mindfulness technique were organized into either 8 or 12 classroom meetings (60 minute a week each) managed by a multidisciplinary team. From the 132 (92,9%) students sampled, 69 (52,3%) were male in an average of 11.1 years old (SD=1.19). Among the participating students, 64 (48,5%) had undergone intervention with a significant improvement outcome in relation to mental health problems, assessed by the SDQ-C (emotional p=0.005, behavior p<0.001, relationship p=0.009 and prosocial p=0.041) in comparisson with the control group. There was also a positive impact of the intervention in the areas of QOL (general p=0.006, personal p=0.024 and total p=0.002). Nevertheless, the results between the number of accomplished ESE sessions (8 or 12) and the outcomes were controversial. Within 8 sessions, the favorable outcomes have concentrated in SDQ-C domain whereas within 12 sessions there has been a significant improvement in QV atmosphere and hyperactivity. The results of the present study demonstrated a positive impact in a non-clinical sample of ESE classroom intervention performed by public school students. The number of sessions and ESE response still need further studies.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/78434
Arquivos Descrição Formato
000899175.pdf (1.390Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.