Repositório Digital

A- A A+

Evasão do ensino superior de Física segundo a tradição disposicionalista em sociologia da educação

.

Evasão do ensino superior de Física segundo a tradição disposicionalista em sociologia da educação

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Evasão do ensino superior de Física segundo a tradição disposicionalista em sociologia da educação
Autor Lima Júnior, Paulo
Orientador Ostermann, Fernanda
Co-orientador Santos, Flavia Rezende Valle dos
Data 2013
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Física. Programa de Pós-Graduação em Ensino de Física.
Assunto Ensino de fisica
Ensino superior
Evasão escolar
Reprodução social
Sociologia da educação
[en] Attrition
[en] Undergraduate physics
[en] Undergraduate physics
Resumo Nesta tese de doutorado, dedicamo-nos a identificar as razões da evasão em cursos de graduação em Física a partir de um caso particular: o Instituto de Física da UFRGS. A pesquisa consiste de três níveis de análise (estrutural, individual e institucional), articulados sob o marco teórico da tradição disposicionalista em pesquisa sociológica, que tem em Pierre Bourdieu seu maior expoente. Na análise estrutural, identificou-se que filhos de classe popular e dominante são igualmente propensos a evadir ou concluir o curso. No entanto, identificou-se que filhos de classe popular são sensivelmente mais propensos a ficar retidos no curso e acumular reprovações nas disciplinas de Física Básica. Nesse sentido, a análise estrutural permite sustentar que, embora tenham todos a mesma chance de evasão, os filhos das elites são mais propensos a evadir em direção a carreiras mais prestigiadas enquanto os filhos de classe popular são mais propensos a evadir por fracasso escolar. Na transição para a análise individual, foi preciso e possível lançar um olhar crítico sobre as conclusões tiradas na análise anterior. Partindo das contribuições de Bernard Lahire, identificaramse, por meio de entrevistas em profundidade e retratos sociológicos, as condições materiais e os patrimônios de competências e disposições que constituem razão da evasão de cinco ex-alunos do curso de Física. Enfim, na análise institucional, elaboramos uma apropriação disposicionalista do modelo paradigmático de Vincent Tinto. Nela, avançamos o conceito de disposição institucional e aplicamos esse conceito para caracterizar a vida e o funcionamento do Instituto de Física. Foi entrevistada uma amostra representativa dos alunos atualmente matriculados no curso (n=35) e foi realizada uma análise do conteúdo de suas entrevistas. Como resultado, foi possível identificar que o Instituto de Física, em vista de suas próprias disposições institucionais, não pode ser considerado capaz de proporcionar a todos os seus alunos as mesmas oportunidades de aprender. Em vista disso, sugerimos uma agenda de ação para a Instituição baseada nos próprios resultados dessa pesquisa.
Abstract In this thesis, we strived to identify reasons for dropout in undergraduate physics’ courses from studying a particular case: the Institute of Physics at UFRGS. The research consists of three levels of analysis (structural, institutional and individual), articulated under the theoretical framework of the dispositionalist tradition in sociological research, which finds in Pierre Bourdieu its greatest representative. In structural analysis, we found that working class and elite students are equally susceptible to dropout. However, we found that working class students are much more likely to be retained in the course and accumulate low grades physics. In this sense, structural analysis supports the that, although they are equally likely to evade, elite students are more likely to dropout the course toward more prestigious careers while working class students are more likely to evade due to school failure. In the individual analysis, it was necessary and possible to cast a critical eye on the conclusions drawn in the previous analysis. Building on the contributions of Bernard Lahire, we identified through in-depth interviews and sociological portraits, material conditions, skills and dispositions that responsible for the dropout of five former physics’ students. Finally, for the institutional analysis, we developed a dispositionalist appropriation to the paradigmatic model of Vincent Tinto. Here, we advance the concept of institutional arrangement and apply this concept to characterize the life and functioning of the Institute of Physics. We interviewed a representative sample of students currently enrolled in the course (n = 35) and performed a content analysis of their interviews. As a result, it was identified that the Institute of Physics, due to its own institutional arrangements, can not be considered capable of providing all students equal opportunities to learn. From this conclusion, we suggest an agenda for institutional action based on our research findings.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/78438
Arquivos Descrição Formato
000899529.pdf (2.208Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.